Convento de São Francisco

Situado na vila de Alenquer, o Convento de São Francisco foi uma das primeiras edificações fundadas pela Ordem dos Frades Menores em Portugal. O início da construção da estrutura remete ao infante D. Sancha, a quem foi legada, como presente, a vila de Alenquer. Desta forma, uma área do nobre foi doada aos religiosos de ordem franciscana no ano de 1222, para que eles pudessem iniciar a construção do convento, o primeiro de Portugal. Um dos frades que estava presente era o frade Zacarias, recém-chegado da Itália no ano de 1217, um dos missionários mais importantes dos franciscanos, enviado à nação lusa em missão por São Francisco de Assis.

No ano de 1280 ocorreu uma ampliação no pequeno convento franciscano. Isso aconteceu devido a uma doação de terras e dinheiro feita por Beatriz de Gusmão, que era rainha de Portugal e senhora de Alenquer. Com a nova área, os franciscanos começaram a construir uma igreja conventual. Apesar do início da construção no século XIII, a obra só foi finalizada durante o século XIV e incluía uma abadia.

Após finalizada a construção, diversos capítulos, que eram assembleias regionais da Idade Média, ocorreram dentro do Convento de São Francisco de Alenquer. No local, D. João II e sua esposa tinham o costume de se hospedar após a morte acidental do filho do casal, D. Afonso, no ano de 1491.

A edificação passou por uma série de reformas ao longo de sua existência. No começo do século XVI, a construção passou a ter detalhes em estilo manuelino na sua decoração. Neste sentido, foi realizada uma reforma na abadia e instalado um portal na sala do capítulo, ambas as alterações foram financiadas por D. Manuel I. Outra doação ao convento foi realizada em 1557, quando Damião de Góis presenteou o local com um relógio de sol fabricado em mármore genovês, que pode ser visualizado na abadia. Entre os séculos XVI e XVIII, diversos capítulos referentes à Ordem foram feitos no Convento de São Francisco de Alenquer, algo que fez do convento uma construção icônica e de extrema importância.

Em 1755 ocorreu um terremoto que praticamente destruiu o convento. A igreja foi danificada, assim como os edifícios, mas a abadia permaneceu. De forma rápida, a igreja foi reconstruída, mas da estrutura original só restou a portada, que apresenta um visual gótico. Considerado um Monumento Nacional, o portal da sala que fica no capítulo tem estilo manuelino. Atualmente, o Convento de São Francisco é pertencente à Misericórdia de Alenquer.

Fontes:
http://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/69803/
http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?guid=6a60690e-8c60-475f-b620-8aa8fde8efb6
http://pt.wikipedia.org/wiki/Convento_de_S%C3%A3o_Francisco_(Alenquer)
http://olhares.uol.com.br/claustros-do-convento-de-sao-francisco-alenquer-foto3363074.html

Arquivado em: Portugal