Pessoa gramatical

Mestra em Letras e Linguística (UFG, 2016)
Licenciada em Letras-Português (UFG, 2009)

Publicado em 26/06/2022
Ouça este artigo:

Pessoa gramatical, também chamada de pessoa do discurso ou pessoa verbal, são termos utilizados para indicar a posição que uma pessoa ocupa em um discurso: se é quem fala, se é quem ouve ou se é de quem se fala.

Em Língua Portuguesa, as pessoas gramaticais são ordenadas em 1ª , 2ª e 3ª pessoas do singular e 1ª , 2ª e 3ª pessoas do plural. Veja:

1ª EU SINGULAR
2ª TU / VOCÊ
3ª ELE / ELA
1ª NÓS PLURAL
2ª VÓS / VOCÊS
3ª ELES / ELAS

De maneira geral, as pessoas gramaticais são expressas pelos Pronomes pessoais e pelos Verbos a partir de suas desinências.

Observe de que maneira as pessoas gramaticais marcam posições nos enunciados:

  • Eu comprei (falante) a cartolina que você me pediu (ouvinte).

Perceba que no enunciado aparecem de maneira explícita duas pessoas do discurso: o falanteEu” (primeira pessoa do singular) e o ouvintevocê (segunda pessoa do singular).

  • Ele (de quem se fala) saiu para trabalhar.

Note que o pronome “Ele” (terceira pessoa do singular) revela a pessoa de quem se fala, já que não é o falante ou ouvinte.

  • Quero comprar travesseiros novos para vocês.

Nesse enunciado é possível observar que a pessoa gramatical do falante aparece de maneira implícita no Verbo “Quero” (eu - primeira pessoa do singular) e de quem se fala aparece de maneira explícita “vocês” (terceira pessoa do plural).

Observe em outra oração que a pessoa gramatical está diretamente relacionada ao Sujeito, já que é possível identificá-lo pela desinência expressa pelo Verbo:

  • Comprei (Eu) uma bicicleta nova. (Quem comprou uma bicicleta nova?)

Quando perguntamos ao Verbo sobre quem realiza a ação, sua desinência indica a primeira pessoa do discurso (Eu), o falante partícipe da ação ao mesmo tempo (sujeito).

Relações de concordância entre as pessoas gramaticais

a) No discurso em primeira pessoa, o Verbo apresenta desinências que concordam com a pessoa que fala (falante). Assim, a primeira pessoa gramatical relaciona-se com a primeira pessoa do discurso, indicada pelos Pronomes Pessoais eu (singular) e nós (plural).

Exemplos:

  • Eu acordo muito cedo.
  • Nós acordamos muito cedo.

b) No discurso em segunda pessoa, o Verbo apresenta desinências que concordam com a pessoa com que quem se fala (ouvinte). Assim, a segunda pessoa gramatical relaciona-se com a segunda pessoa do discurso, indicada pelos Pronomes Pessoais tu, você (singular) e vós, vocês (plural).

Exemplos:

  • Tu falas muito.
  • Vós falais muito.

c) No discurso em terceira pessoa, o Verbo apresenta desinências que concordam com a pessoa de quem se fala. Assim, a terceira pessoa gramatical relaciona-se com a terceira pessoa do discurso, indicada pelos Pronomes Pessoais ele / ela (singular) e eles / elas (plural).

Exemplos:

  • Ela fala muito.
  • Elas falam muito.

Relembrando sobre a classe dos Verbos

Como você sabe, os Verbos são palavras que indicam ações e fenômenos naturais. Essas ações são realizadas por uma pessoa gramatical (eu, tu/você, ele, ela nós, vós/vocês, eles, elas), em determinado tempo (presente, passado ou futuro) e em um modo (indicativo, subjuntivo, imperativo). Por isso, os Verbos flexionam-se em tempo, modo, número e pessoa.

Veja exemplos de Verbos e as flexões de pessoa e tempo (presente, passado e futuro):

Verbo-ação pessoa presente passado futuro
cantar eu canto cantei cantarei
nascer eles nascem nasceram nascerão
abrir nós abrimos abrimos abriremos

 

Para qualquer ação acontecer, independentemente do tempo, é necessário que alguém a realize, ou seja, uma pessoa do discurso. No caso do Verbo cantar, veja algumas possibilidades de pessoas que poderia realizá-lo no dia de hoje, ou seja, no tempo presente:

  • Eu canto
  • Ele / ela / você canta
  • Nós cantamos
  • Cantar-lhe
  • Cantá-lo
  • Elas / eles / vocês cantam

Amplie seus conhecimentos sobre os Verbos estudando sobre as flexões e os aspectos verbais.

Arquivado em: Português