Solecismo

Pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura (Mackenzie, 2016)
Licenciada em Letras Português-Inglês (FMU, 2012)

Publicado em 20/03/2019

Os vícios de linguagem são empregados diariamente. Eles podem ocorrer em uma roda de conversa com os amigos ou em uma conversa com os familiares que desconhecem as normas cultas ou padrão, não tomando o cuidado necessário no momento de emitir a mensagem.

Esses vícios são palavras ou construções mal-empregadas pelos falantes, considerados pelas normas gramaticais erros que prejudicam a construção da mensagem, dificultando a interpretação de quem os recebe.

Dentre esses vícios de linguagem está o solecismo. Ele é considerado um erro na estrutura sintática das frases de acordo com a gramática normativa do português, atentando contra as normas de concordância, de regência, colocação e má estruturação dos termos da oração.

Exemplos para melhor compreensão:

Solecismo de concordância

Fazem três anos que eu viajei. (incorreto).

Faz três anos que eu viajei. (correto).

Solecismo de regência

Ontem assistimos o filme. (incorreto).

Ontem assistimos ao filme. (correto).

Solecismo de colocação

Me empresta o apontador? (incorreto).

Empresta-me o apontador? (correto).

Fontes:

EVANILDO, B. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010. p. 487-488.

HILDEBRANDO. A. A. Gramática ilustrada. 2 ed. São Paulo: Editora Moderna, 1991. p. 384-385.

https://www.soportugues.com.br/secoes/estil/estil11.php

https://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADcio_de_linguagem

Arquivado em: Português