Caracterização Experimental das Reações Inorgânicas

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Ouça este artigo:

As reações estudadas na Química Inorgânica podem ser classificadas em quatro grupos, a saber: reações de síntese, análise, deslocamento  e dupla-troca. Qualquer reação inorgânica poderá ser caracterizada quanto pertencente a um destes grupos distintos.

O presente texto traz uma experimentação para cada uma dessas reações, a qual poderá ser executada em laboratório de química de sofisticação mediana. Tal experimento possui por objetivos prncipais identificar e equacionar as principais reações da Química Inorgânica e abordar questões gerais sobre o tema. Para tanto, serão necessários os seguintes reagentes: limalha de ferro, enxofre, carbonato de cálcio, sulfato de cobre, zinco metálico, hidróxido de sódio e sulfato de alumínio.

 (1) Reação de Síntese: existe uma maior complexidade entre reagentes em relação aos produtos.

  • Pesar 1g de limalha de ferro e 1g de enxofre.
  • Com auxílio de um imã, testar ferromagnetismo do ferro, mesmo quando misturado ao enxofre.
  • Misturar novamente as substâncias e aquecer a mistura em um cadinho de porcelana.
  • Testar ferromagnetismo da nova substância formada.

EQUAÇÃO: Fe  +  S  → FeS

LEITURA: Um mol de ferro metálico reage com enxofre sólido, sob aquecimento, produzindo um mol de sulfeto ferroso.

 (2) Reação de Análise: existe uma maior complexidade dos produtos em relação aos reagentes.

  • Em um tubo de ensaio, adicionar 1g de carbonato de cálcio.
  • Levar o tubo de ensaio ao aquecimento, observando formação de nova substância e desprendimento de gás.

EQUAÇÃO: CaCO3  →  CaO  +  CO2

LEITURA: Um mol de carbonato de cálcio, sob aquecimento, decompõe-se em óxido de cálcio e gás carbônico.

(3) Reação de Deslocamento: ocorre a substituição entre um ânion por outro ou entre um cátion por outro entre os reagentes.

  • Em um copo de béquer de 100mL, preparar uma solução grosseira de sulfato de cobre.
  • Introduzir à solução uma placa de zinco.
  • Em alguns minutos, observar surgimento de um depósito avermelhado de cobre sobre a lâmina de zinco.

EQUAÇÃO: CuSO4  +  Zn  →  ZnSO4  +  Cu

LEITURA: Um mol de sulfato de cobre reage com zinco metálico, formando sulfato de zinco e cobre metálico.

(4) Reação de Dupla-troca: o cátion do primeiro reagente liga-se ao ânion do segundo, e o cátion do segundo liga-se ao ânion do primeiro.

  • Em um tubo de ensaio, adicionar 2mL de solução aquosa de hidróxido de sódio.
  • Repetir a operação, em outro tubo, adicionando solução de sulfato de alumínio.
  • Em um dos tubos, misturar as duas soluções e observar floculação de hidróxido de alumínio.

EQUAÇÃO: 6NaOH  +  Al2(SO4)3  →  2Al(OH)3  +  3Na2SO4

LEITURA: Seis mols de hidróxido de sódio reagem com um mol de sulfato de alumínio, produzindo dois mols de hidróxido de alumínio e três mols de sulfato de sódio.

Referências:
PERUZZO, Francisco Miragaia (Tito); CANTO, Eduardo Leite; Química na Abordagem do Cotidiano, Ed. Moderna, vol.1, São Paulo/SP- 1998.