Principais aplicações de materiais plásticos

Graduação em Química (Faculdades Anhanguera, 2016)

Os Materiais Plásticos estão presentes ao nosso redor, em diversas aplicações tais como, produtos, construções, automóveis, alimentos, cosméticos, roupas, descartáveis, embalagens diversas, recipientes, objetos de adorno, enfim... atualmente, onde procurarmos iremos encontrar algo confeccionado em material plástico.

Os materiais plásticos são recentes quando comparados a outros materiais conhecidos e utilizados pela humanidade, como por exemplo, materiais cerâmicos, vidro e metais. Apesar de a literatura mencionar que eles já eram utilizados desde os primórdios e de contar descobertas e estudos prévios, o grande avanço nas pesquisas e descobertas de materiais plásticos se deu no século XX, mais especificamente no período da Segunda Guerra Mundial.

Os materiais plásticos são polímeros, formados por macromoléculas de compostos orgânicos, que possuem grande maleabilidade, e podem ser processados através do emprego de temperatura e pressão.

São muito utilizados na substituição de materiais tradicionais, em projetos que buscam manter algumas características específicas do material utilizado originalmente, contudo, necessitam que outras características sejam alteradas, como redução de peso de peças que originalmente eram confeccionadas em metais e atualmente são feitas em materiais plásticos. O melhor exemplo desse tipo de substituição acontece nas peças e componentes que compõem os veículos, sejam eles de pequeno ou de grande porte, a tendência de substituir as peças em metal pelas feitas em plástico é notável, hoje um automóvel é 30% mais leve que os feitos até a década de 70, reduzindo o peso final do produto e consequentemente aumentando a segurança e diminuindo drasticamente o consumo de combustíveis. Essa mudança possibilitou atualmente a redução de 30 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera.

A cada ano surgem novas tecnologias envolvendo o uso de materiais plásticos. As empresas investem milhões em Pesquisa e Desenvolvimento de novos produtos, materiais, tecnologias, processos, equipamentos, etc. Além de todas as vantagens que já mencionamos aqui, os materiais plásticos (exceto os que são termofixos) são 100% recicláveis, podendo ser reutilizados, reprocessados e reciclados através de aquecimento do material. Claro que este processo requer atenção, afinal, há diversos materiais com propriedades diferentes no mercado, e eles devem ser separados e classificados para então poderem ser reciclados corretamente, evitando assim a contaminação e degradação desses materiais. Podemos verificar como é feito o processo de reciclagem através do fluxograma abaixo:

Para facilitar a reciclagem, os produtos confeccionados em materiais plásticos possuem um símbolo especifico para o tipo de material que o compõe, de acordo com a norma ABNT NBR 13230:

Os materiais plásticos podem ser processados através de diversos processos de transformação, tais como, injeção, extrusão, extrusão sopro, injeção sopro, Rotomoldagem, termoformação, entre outros processos específicos para determinadas aplicações. Após serem confeccionadas, peças feitas em alguns tipos de materiais podem sofrer outros processos de acabamento, como, silkscreem, rotogravura, Tampografia, pintura e metalização (efeito cromado em calotas de veículos por exemplo), hot label, entre outros.

Referências:

Canevarolo Jr., Sebastião V. – Ciência dos Polímeros: um texto básico para Tecnólogos e Engenheiros. São Paulo, Editora Artiliber, 2002.

http://www.abiplast.org.br/site/os-plasticos

http://www.abiplast.org.br/site/reciclagem/identificacao-e-simbologia-de-plasticos-reciclaveis

Arquivado em: Materiais