Termólise

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

As reações da química inorgânica (ciência que estuda os compostos envolvendo todos os elementos químicos da tabela periódica, exceto aqueles que apresentam cadeias carbônicas) podem ser equacionadas basicamente em quatro grupos distintos: as reações de síntese ou composição, as reações de análise ou decomposição, as reações de substituição ou simples-troca e as reações de dupla-troca.

As equações de síntese se caracterizam pela formação de produtos mais complexos do que as moléculas que reagem. As equações de análise se caracterizam pela formação de produtos mais simples do que as moléculas que reagem. Nas equações de deslocamento ocorre a substituição, ou entre dois cátions ou entre dois ânions, entre dois reagentes. Nas equações de dupla-troca, ocorre a troca completa entre cátions e ânions das moléculas que reagem.

No que se refere às reações de análise ou decomposição, quando esta ocorre por influência direta da temperatura, ou seja, trata-se de uma decomposição térmica, recebem o nome de termólise ou decomposição térmica. Dessa forma, pode-se definir uma reação de termólise quando uma substância reagente se decompõe, em pelo menos duas novas substâncias, pelo aquecimento. Uma termólise é geralmente um processo endotérmico (que recebe calor) uma vez que é o calor recebido que dará origem ao processo da decomposição pelo rompimento das ligações das moléculas dos reagentes.

Um exemplo de termólise pode ser a decomposição térmica do carbonato de cálcio, processo equacionado abaixo:

CaCO3 → CaO + CO2

Ocorre a decomposição de 1 mol de carbonado de cálcio (CaCO3), por aquecimento, com formação de um mol de óxido de cálcio (CaO) e liberação de um mol de gás carbônico gasoso (CO2). A temperatura necessária para ocorrência do processo é de aproximadamente 800°C.

O carbonado de magnésio decompõe-se de modo semelhante, em vista de também tratar-se de um sal de metal alcalino terroso. A termólise da equação do carbonato de magnésio está equacionada abaixo:

MgCO3 → MgO + CO2

Ocorre a decomposição de 1 mol de carbonado de magnésio (MgCO3), por aquecimento, com formação de um mol de óxido de magnésio (MgO) e liberação de um mol de gás carbônico gasoso (CO2). A temperatura necessária para ocorrência do processo é de aproximadamente 600°C.

No corpo humano ocorre constantemente o processo de termólise, destacando-se a evaporação da água pela pele e nível dos pulmões. Esse processo mantém a temperatura corpórea (basal) constante, e é mais acelerado no verão, em vista da temperatura ambiente estar mais elevada do que a basal.

Referências:
ATKINS, Peter; JONES, Loreta; Princípios de Química: questionando a vida moderna e o meio ambiente, Porto Alegre: Bookman, 2001.

Arquivado em: Reações Químicas