Romaria de Padre Cícero

A Romaria de Padre Cícero acontece anualmente no mês de março, na cidade de Juazeiro do Norte, Estado de Ceará (CE).

Cícero Romão Batista nasceu em 24 de março de 1844 no município de Crato (CE), e faleceu em 20 de julho de 1.934 em Juazeiro do Norte (na época conhecido como Tabuleiro Grande). Foi ordenado sacerdote em 30 de novembro de 1870 e no ano seguinte, celebrou a primeira missa em Juazeiro. Foi neste local que Padre Cícero, ou Padim Ciço como era chamado, realizou com amor e dedicação seu trabalho religioso.

Padre Cícero descobriu que tinha uma missão a cumprir naquela região, a partir de um sonho que teve. No seu sonho, aparecia Jesus com os apóstolos, e em volta deles, o povo da região que sofria com a seca pedindo-lhes ajuda. Jesus olhou para ele e disse: “E tu Cícero, toma conta deste povo”.

Depois de quase 20 anos atuando como sacerdócio na comunidade, o Padre presenciou um milagre na capela onde realizava uma celebração eucarística. Depois de horas de oração e jejum por ocasião da Quaresma (período que antecede a Páscoa cristã), ao dar a hóstia consagrada à Beata Maria de Araújo, percebeu junto com as demais pessoas presentes, que ela havia se transformado em sangue na boca da devota. O ocorrido que logo se espalhou pelas redondezas, tornou-se a acontecer diversas vezes com a mesma Beata.

Pessoas de lugares próximos e distantes começavam a chegar para realizar peregrinações, conhecer a comunidade e até residir para ficar perto de Padre Cícero. Com o aumento da população e o desenvolvimento político-econômico de Tabuleiro Grande, em 22 de julho de 1911, o local foi emancipado e tornou-se a cidade de Juazeiro de Norte.

Estátua gigante de Padre Cícero em Juazeiro do Norte, com 27 metros de altura. Foto: Luciano Queiroz / Shutterstock.com

Padim Ciço realizou muitas tarefas em benefício do povo: doou terrenos para a construção do primeiro campo de futebol e do aeroporto; construiu as Capelas do Socorro, de São Vicente e a Igreja de Nossa Senhora das Dores (atual Basílica Menor); incentivou a fundação do primeiro jornal local (O Rebate); fundou a Associação dos Empregados do Comércio; fundou o Apostolado da Oração; realizou a primeira exposição de arte juazeirense no Rio de Janeiro; incentivou o artesanato artístico e utilitário como fonte de renda; incentivou a instalação do ramo de ourivesaria (arte de trabalho com materiais preciosos); estimulou a expansão da agricultura; contribuiu para instalação de muitas Escolas, inclusive a Escola Normal Rural, o Colégio Salesiano e o Orfanato Jesus Maria José; socorreu a população durantes as secas e as epidemias; entre outros feitos.

O Padre contribui de forma significativa para o crescimento e desenvolvimento da cidade. Atualmente, milhares de devotos chegam à Juazeiro em diversas épocas do ano, principalmente, no dia de Finados para visitar seu túmulo na Capela do Socorro, e no mês de março para a grandiosa festa e romaria realizada em sua homenagem.

A Romaria de Padre Cícero é um evento que acontece na semana de seu aniversário (24 de março), e inclui músicas, danças, queima de fogos, bolo de quase 200 metros, shows, apresentações teatrais, exposições, procissão de flores, concurso de bolo e muito mais.

De acordo com estudiosos, Padre Cícero é uma das personalidades mais biografadas do mundo. Sobre ele já foram editados mais de trezentos livros, além das constantes publicações realizadas pela imprensa. Sua vida ainda vem sendo estudada por cientistas sociais do Brasil e do Exterior. Ainda não foi canonizado pela Igreja Católica, no entanto, é considerado como santo por milhares de fiéis do Brasil.

Arquivado em: Cristianismo