Marco Zero da cidade de São Paulo

Situado na Praça da Sé, região central da cidade, o Marco Zero de São Paulo é um monumento histórico, tem formato de prisma hexagonal, revestimento em mármore; e simboliza o centro geográfico de capital paulista. A função deste miniobelisco tem suas raízes no começo do século XX, quando enumeração das vias públicas era definida por diversos pontos iniciais. Então, com a criação do Marco Zero, foi definido que os números deveriam sempre partir, em ordem progressiva, da centralidade material fixada em frente à Catedral da Sé.

A sugestão para a criação do Marco Zero da cidade de São Paulo veio em 1921 através de Américo R. Netto, jornalista e membro da Associação Paulista de Boas Estradas. Para a execução do projeto, Américo indicou Jean Gabriel Villin, escultor de origem francesa. Porém, apenas 11 anos depois, o jornalista teve sua proposta aprovada por Antonio Carlos Assumpção, que naquela época era o prefeito da cidade. Em 1934, a estrutura foi instalada e aquele se tornou o primeiro marco zero de toda a América do Sul.

O miniobelisco apresenta, em cada uma de suas seis faces, a localização de uma região importante do Brasil. As áreas demarcadas são as seguintes: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santos e Paraná. Cada uma das regiões apresenta uma gravura criada por Jean Gabriel Villin como símbolo.

Na superfície do Marco Zero da cidade de São Paulo há uma placa de bronze, que já foi vítima de furto por diversas vezes, onde podem ser verificados os pontos mais importantes da capital na época da criação do monumento. As demarcações indicam a Avenida Paulista, a Rua da Consolação, a Rua Voluntários da Pátria, localizada na zona norte, o Museu do Ypiranga (grafado desta forma no período), a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a estação da Luz, o rio Pinheiros e o rio Tietê.

De acordo com o portal oficial da Prefeitura de São Paulo, “o Marco Zero expressa a ideologia do período em que foi concebido e implantado: um forte sentimento paulista ressalta o papel central do Estado de São Paulo na formação do Brasil. Mais que uma simples referência espacial, o Marco Zero é um monumento, pleno de valor simbólico”.

No ano de 2007, o Marco Zero da cidade de São Paulo foi tombado pelo CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo).

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Marco_zero_da_cidade_de_S%C3%A3o_Paulo
http://www.speedtransportes.com/distancia.asp

Arquivado em: São Paulo