Rastreamento de contatos de infectados

Mestre em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas (FIOCRUZ, 2011)
Graduada em Biologia (UGF-RJ, 1993)

Ouça este artigo:

Rastreamento de contatos de infectados é uma importante medida que ajuda no controle de propagação de doenças transmissíveis, como a COVID-19. O rastreamento, aliado à conscientização da população, testagem em massa e isolamento social, permitiram que alguns países conseguissem superar a primeira onda da pandemia da COVID-19.

O que é

O rastreamento consiste em identificar indivíduos que entraram em contato com doentes de COVID-19. Quando há a confirmação de infecção por COVID-19 em uma região, várias medidas são tomadas para que sejam encontrados possíveis casos que tiveram contato com o paciente infectado e prevenir a disseminação da doença. As medidas a serem tomadas são: busca ativa de casos; investigação completa de casos e surtos, e formação de uma equipe multiprofissional para investigação do surto.

Ilustração: Pixsooz / Shutterstock.com

Como funciona o rastreamento

Ao se identificar um paciente com COVID-19, ele é isolado do convívio social. Então ele é questionado por um profissional de saúde (rastreador de contatos) por onde andou e com quem teve contato mais próximo e mais duradouro. Como, por exemplo, colegas do trabalho, familiares e amigos. Quando essas pessoas são localizadas, a situação é explicada e o rastreador pede para que elas mantenham uma quarentena de 14 dias e observem e relatem qualquer sintoma que apresentarem.

Caso os indivíduos não apresentem sintomas após os 14 dias, eles são liberados. Mas se o rastreador identificar algum sintoma de COVID-19 nesses indivíduos, ele vai precisar descobrir com quem esses indivíduos interagiram recentemente, e reinicia o processo para saber com quem o indivíduo teve contato. Aos poucos, o rastreador de contato vai tirando de circulação os doentes e parte dos indivíduos que interagiram com ele, e que podem ser portadores assintomáticos (sem sintomas) do coronavírus e transmitir a doença para outras pessoas. O método pode ser aplicado em empresas, escolas e condomínios. Assim a cadeia de transmissão do coronavírus é quebrada e a doença pode ser controlada.

Exemplo de sucesso

A Nova Zelândia, um pequeno país situado na Oceania, com uma extensão territorial muito próxima do estado brasileiro do Tocantins e com uma densidade populacional maior, conseguiu erradicar a COVID-19. Isso aconteceu com o rastreamento de contatos e com as rápidas decisões tomadas pelas autoridades do país. Em menos de um mês as fronteiras do país foram fechadas, o lockdown foi decretado, com normas rígidas de isolamento.

O governo fez um rastreamento de contato eficaz, contatando, através do telefone, contatos mais próximos de pacientes positivos para o coronavírus. A situação era esclarecida e era pedido que esses indivíduos se mantivessem em isolamento para que o vírus não se propagasse. Foi também lançado um aplicativo instalado voluntariamente por boa parte da população, e a através da leitura de QR Codes espalhados por estabelecimentos comerciais criava uma espécie de “diário” onde eram registrados todos os locais que a pessoa frequentava. Em caso de infecção, os rastreadores de contado pediam esse “diário” para identificar locais onde a pessoa infectada esteve e encontrar outros possíveis infectados. Outra medida tomada pelo governo neo-zelandês foi a testagem em massa da população. Ao invés de esperar os casos chegarem ao hospital, o governo fez uma busca ativa de casos e com isso tanto o número de doentes confirmados como o de mortes foi pequeno.

Portanto, pode-se concluir que o rastreamento de contatos infectados com o coronavírus, aliada a testagem em massa da população e as medidas de isolamento, são medidas que podem conter o avanço da pandemia.

Bibliografia:

COVID-19: Como funciona o rastreamento de contato? Disponível em: https://www.sanarmed.com/como-funciona-o-rastreamento-de-contato-de-covid-19-colunistas Acessado em: 22/11/2020.

Passo a passo: entenda como a Nova Zelândia venceu o coronavírus. Disponível em: https://olhardigital.com.br/coronavirus/noticia/passo-a-passo-entenda-como-a-nova-zelandia-venceu-o-coronavirus/101941 Acessado em: 22/11/2020.

Rastreamento de contatos: o que é e como ele ajuda a conter o coronavírus. Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/rastreamento-de-contatos-o-que-e-e-como-ele-ajuda-a-conter-o-coronavirus/ Acessado em: 22/11/2020.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Saúde