Síndrome de Pibloktoq

A síndrome de Pibloktoq, também chamada de histeria ártica, consiste em um transtorno psiquiátrico que ocorre basicamente em comunidades esquimós do Ártico, descrito primeiramente por exploradores da região.

É considerada uma síndrome cultural, que aparece com maior frequência no inverno. Amplas pesquisas têm sido realizadas para tentar explicar o fator desencadeante desta síndrome. Dentre as teorias estão, deficiência de cálcio e a toxicidade à vitamina A (hipervitaminose A), uma vez que a dieta desse povo é pobre no primeiro e rica no segundo nutriente, e as severas condições meteorológicas sob as quais vivem essa população. Contudo, outro estudo tem apontado que, na realidade, esta síndrome se trate de uma invenção de exploradores, e não uma desordem real.

Outros pesquisadores acreditam que o quadro interpretado como loucura, se trate, na realidade, de uma reação de estresse.

As manifestações clínicas envolvem:

  • Sinais de perturbação mental, como histeria, depressão e isolamento social;
  • Falta de sensibilidade ao frio extremo;
  • Escolalia (repetição de palavras sem sentido);
  • Coprofagia.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Piblokto
http://www.wisegeek.com/what-is-piblokto.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Síndromes