Ciclovia

Área destinada estritamente a circulação de bicicletas, a Ciclovia é um espaço utilizado por pessoas que utilizam este meio de transporte diariamente, ou apenas aos finais de semana. A primeira ciclovia surgiu no ano de 1862; a prefeitura de Paris separou um espaço específico para as bicicletas, para que estas não transitassem junto as carroças e charretes.

Ciclovia. Foto: ET1972 / Shutterstock.com

Ciclovia. Foto: ET1972 / Shutterstock.com

Documentos datam o surgimento e popularização das ciclovias em meados de 1930 na Alemanha, durante o programa denominado autobahns (lançado no Socialismo Alemão), cujo objetivo era desobstruir a rede viária e impulsionar o crescimento da indústria automobilística; e para que isso fosse possível, foi necessário retirar as bicicletas das rodovias e destinar um local específico a este meio de transporte.

Existem três tipos de ciclovia, cada qual é caracterizada pelo tipo de tráfego. No Tráfego Compartilhado os automóveis e bicicletas circulam livremente entre as faixas. Na Ciclofaixa existe uma faixa específica para o tráfego de bicicletas, porém o trânsito é integrado, há somente um separador. Na Ciclovia a bicicleta possui uma área totalmente separada e independente do tráfego de veículos, pode ser em um ou em dois sentidos. Um dado interessante constatado na Irlanda no ano de 1970, com relação a utilização de ciclovias, na qual houve redução de 50% no número de acidentes envolvendo ciclistas.

A Ciclovia é planejada baseada na ideia de incentivar o uso deste meio de transporte alternativo e sobretudo, viabilizar o seu uso dentro dos padrões de segurança viária. Os parâmetros para a construção da infra-estrutura são: estudo da rede viária e monitoramento dos cruzamentos, além de tipo de piso ideal para circulação. A rota, bem como o fácil deslocamento também são pontos considerados importantes. As placas de sinalização e unidade visual devem ser de fácil visualização. Para que as pessoas se sintam confortáveis ao utilizar a ciclovia, a estrutura deve proporcionar conforto, como largura adequada, itens de segurança, como sinalização visível e piso adequado. Outro ponto da ciclovia é a atratividade que a mesma incide sobre as pessoas, o espaço deve ser elaborado de forma que a rota cruze locais agradáveis e tranqüilos, sempre com segurança e comodidade.

Um exemplo de projeto de ciclovia para o denominado Cicloturismo, é o famoso EuroVelo. Trata-se da Rede Européia de Ciclovias, projetada pela Federação Européia de Ciclistas com o intuito de desenvolver rotas que cruzam o continente Europeu. Compõe a Rota Norte – Sul: Rota da Costa Atlântica, Rota dos Peregrinos, Rota Romea Francigena, Rota da Europa Central, Rota do Báltico ao Adriático e Rota da Europa de Leste. As Rotas do Oeste são: Rota das Capitais, Rota de Roscoff, Rota do Atlântico ao Mar Negro e Rota do Mediterrâneo.

Estudos indicam que as ciclovias podem aumentar o risco de colisão entre carros e bicicletas nos cruzamentos, por isso a importância do planejamento cicloviário, sinalização e segurança deste espaço.

Arquivado em: Transporte