Compostagem

Por Caroline Faria
A compostagem é um processo de produção de composto fertilizante, ou húmus, através da decomposição natural em presença de oxigênio e com o auxílio de microorganismos da matéria orgânica como restos de comida, folhas de árvores, restos de poda, até jornal e restos de madeira, entre outros.

A compostagem é uma forma de diminuir a quantidade de resíduos gerada pela população e que vai para aterros ou mesmo lixões. Eliminando assim, os impactos causados no meio ambiente, uma vez que o produto da compostagem é totalmente benéfico para o solo.

O processo de compostagem é bastante simples e se constitui apenas no favorecimento do processo natural de decomposição da matéria orgânica. Para que haja esse favorecimento é necessário o controle de três fatores fundamentais: tipo e quantidade de matéria orgânica, água e ar.

Primeiro acumula-se a matéria orgânica em montes chamados de “lheira” (atenção: não devem ser colocados materiais como madeira envernizada, papel com tinta, e outros merecem cuidado especial como dejetos de animais), que deve ser remexida diariamente para que haja aeração. Estas lheiras devem ser montadas em locais com boa drenagem para que não haja acúmulo excessivo de água.

Para quem não dispõe de tanto espaço para fazer a compostagem, mas que gostaria de fazer, existem alguns recipientes que são vendidos especialmente para esse fim e que possuem inclusive tampa para evitar que o odor ruim do início do processo incomode os vizinhos.

O tempo de compostagem varia de algumas semanas a meses dependendo do tipo de matéria orgânica utilizada (quanto menor for o tamanho do material utilizado, mais rápido é o processo de decomposição; vale triturar os restos de comida e folhas), da técnica usada (passiva, quando você simplesmente deixa a matéria orgânica em um canto para que se decomponha, ou ativa, quando você remexe e monitora diariamente a lheira), e se você faz ou não o uso de minhocas: elas podem diminuir em até 50% o tempo de compostagem.

Ao final do processo de compostagem já não será mais possível identificar os materiais que foram postos ali. Agora, toda a matéria orgânica já decomposta, terá o cheiro de terra, uma cor marrom escura ou preta e o aspecto esfarelado e homogêneo constituído um excelente adubo para qualquer cultivo, até melhor que os adubos químicos uma vez que não agride o meio ambiente e é orgânico.