Tucano

Graduação em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2014)

Os tucanos são aquelas espécies de aves pertencentes à Ordem Piciforme, Família Ramphastida, composta por cerca de 30 espécies encontradas principalmente no Brasil, México e Argentina. Essa ordem aviária é caracterizada por apresentar pés zigomáticos (nos quais a 2ª e 3ª falange são voltadas para frente e a 1ª e 4ª falange são voltadas para trás) e glândula uropigial (secreta o óleo utilizado na impermeabilização das penas) bipartida. Além dessas características, os ranfastídeos apresentam ainda ausência de inglúvio (papo) e presença de um bico córneo pneumático que é bem leve e resistente. O bico participa também da dispersão de calor, por ser muito vascularizado. São aves sem hábitos migratórios, arborícolas, que vivem em bando e se alimentam principalmente de frutas, complementando a dieta com alguns insetos e pequenas presas.

Tucano da espécie Ramphastos sulphuratus. Foto: Geanina Bechea / Shutterstock.com

Tucano da espécie Ramphastos sulphuratus. Foto: Geanina Bechea / Shutterstock.com

Graças ao arranjo único das vértebras caudais dos Ramphastidae, essas aves conseguem projetar a cauda para frente e dormir com o bico escondido sob as asas e a cauda dobrada sobre o dorso, cobrindo a cabeça. Não apresentam dimorfismo sexual. Nidificam entre a primavera e o verão, em ocos de árvores e cavidades naturais diversas já existentes. Os ovos são incubados por um período que varia de quinze a dezoito dias e o casal se reveza para modificar a cavidade, chocar os ovos e cuidar da prole. São muito importantes para a dinâmica florestal, pois dispersam as sementes para longe da planta-mãe.

As principais espécies conhecidas de tucanos são:

  • Tucanuçu (Ramphastos toco): é o maior dos tucanos, com 56 centímetros de comprimento e 540 gramas. Pode ser encontrado na Amazônia, Paraguai, Bolívia e Argentina. No Brasil, habita principalmente o cerrado e a Mata Atlântica. Possui um enorme bico alaranjado (cerca de 20 centímetros) com uma mancha preta na ponta. Sua plumagem é negra, com o papo e o uropígio brancos, a área ao redor dos olhos laranja e as pálpebras são azuis.
  • Tucano-grande-de-papo-branco (Ramphastos tucanus): Mede cerca de 53 a 58 centímetros de comprimento e pesa de 515 a 700 gramas. Presente em toda a região Amazônica e também das Guianas e Venezuela à Bolívia.
  • Tucano-de-bico-preto (Ramphastos vitellinus): Presente desde a Amazônia até Santa Catarina, Goiás e Mato Grosso. Encontrado também em Pernambuco e Alagoas, nas Guianas, Venezuela e Bolívia. Mede cerca de 46 centímetros de comprimento e é dividido em quatro subespécies.
  • Tucano-de-bico-verde (Ramphastos dicolorus): Possui 42 a 48 centímetros e pesa em torno de 265 g a 400 g. É encontrado em toda a região Sul e Sudeste do Brasil, e também, no sul de Goiás, Paraguai e até na Argentina. Apresenta papo amarelo e bico verde.

Bibliografia:

Osório J. Silva Neto, Matheus C.B. Rosa, Thais M.M. Bonifácio, Adriana Brasil F. Pinto, Camila S.O. Guimarães e Gregório C. Guimarães- Origem, ramificação e distribuição da artéria celíaca no tucano-de-bico-verde (Ramphastos dicolorus, Linnaeus, 1766)- Pesq. Vet. Bras. 33(3):399-404, 2013

http://www.wikiaves.com.br/ramphastidae

Massarotto VM. e Marietto-Gonçalves GA. - Hemocromatose em aves da família- Ramphastidae- Vet. e Zootec.; 17(4): 450-460, 2010

Arquivado em: Aves