Reprodução assexuada

Alguns seres vivos como bactérias realizam um tipo especial de reprodução que não envolve a troca de gametas sexuais como acontece com os humanos, por exemplo. Essa forma se chama de reprodução assexuada. Para esse tipo de reprodução, é necessário apenas um único progenitor que se divide para gerar novos indivíduos.

Além das bactérias, alguns seres eucariontes unicelulares ou multicelulares e alguns filos dos invertebrados realizam este tipo de reprodução.

Características da reprodução assexuada

  • Rapidez: em uma população, o número de indivíduos cresce muito rapidamente utilizando o método de reprodução assexuada. Isso porque não há a necessidade de um tempo para o desenvolvimento do novo indivíduo e não há a necessidade de cópula ou de machos e fêmeas;
  • Simplicidade: a reprodução assexuada é bastante simples. Não é necessários parceiros de sexos opostos;
  • Homogeneidade: em um curto espaço de tempo, temos muitos indivíduos com as mesmas características e material genético (falta de variabilidade genética é uma desvantagem).

Alguns tipos de reprodução assexuada

  • Fragmentação: um organismos se fragmenta, como se quebrasse seu corpo em vários pedaços. De cada pedaço nasce um novo organismo idêntico ao primeiro que se fragmentou. Essa fragmentação pode ocorrer espontaneamente ou por acidente. Este tipo de reprodução ocorre nos invertebrados como os nematóides;
  • Divisão: apesar de ser semelhante à fragmentação, na divisão ou fissão múltipla o núcleo de um organismo se divide em vários núcleos. Assim, o corpo de indivíduo também se divide na mesma quantidade de núcleos feitos primariamente. Cada parte então se desenvolve num organismo completo;
  • Fissão binária: nesta reprodução, o organismo divide seu núcleo em duas partes e depois divide seu corpo de ponta a ponta. Cada parte fica com um núcleo e forma dois organismos novos. Essa reprodução é observada em seres como as amebas, planárias, paramécias etc;
  • Brotamento: nesta forma de reprodução assexuada, um pequeno broto semelhante a uma pequena bola se desenvolve no organismo. Após um tempo este broto se desprende e dá forma a um novo ser;

A reprodução assexuada em plantas

  • Nas briófitas: ocorre por meio de propágulos, que são pequenas estruturas que se desprendem da planta e dão origem a uma nova planta. Há também os conceptáculos que se assemelham a uma taça onde os propágulos ficam;
  • Nas pteridófitas: estas plantas possuem o rizoma que forma uma outra planta. Este rizoma desenvolve raízes e folhas;
  • Nas fanerógamas: nestas plantas, a reprodução assexuada ocorre por meio de proliferação vegetativa através de seus caules e folhas. Há também os botões vegetativos chamados de gemas. Eles enraízam em contato com o solo e de desenvolvem um novo individuo.

Arquivado em: Reprodução