Anátema

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

O Anátema é uma sentença dada pela Igreja Católica.

O termo Anátema é proveniente do grego e pode significar dedicar ou maldição. Na Grécia Antiga, quando uma oferenda era posta no templo de uma deidade, utilizava-se o termo para identificar um ato de agradecimento pela vitória em algum evento. No cristianismo, contudo, o termo é utilizado com outra conotação e é algo negativo.

O Anátema do cristianismo é uma sentença extrema de excomunhão que expulsa o indivíduo da igreja com todos os seus ritos eucarísticos e as atividades voltadas aos fiéis. Para o cristianismo, o termo Anátema carrega a definição de maldição, pois o excomungado é amaldiçoado pelo sacerdote. São sentenças apresentadas em celebrações públicas feitas por bispos e cardeais.

Por ser o mais severo caso de excomunhão, o Anátema é uma sentença aplicada apenas nos piores casos de heresia contra a fé, o que remete ao caso bíblico de Saul que invade os amalequitas.

Também por ser o caso mais severo de excomunhão, o Anátema não foi declarado em muitos casos na história da Igreja Católica. Mas pode-se citar exemplos com alguns antipapas, especialmente nos primeiros cismas do cristianismo romano. O papa Cornélio, por exemplo, excomungou e anatemizou o antipapa Venaciano.

Fonte:
http://revistas.fflch.usp.br/index.php/vertices/article/view/25

Arquivado em: Cristianismo