Flebite

Por Marina Martinez

Denomina-se flebite a todo tipo de inflamação que ocorre na parede de uma veia. Esta inflamação que pode ser ocasionada por vários motivos é mais comumente encontrada nas veias dos membros inferiores, especificamente nas veias superficiais das pernas. Quando não tratada corretamente, em longo prazo, a flebite pode tornar-se uma tromboflebite, e, a parede da veia além de ter a inflamação, também irá conter coágulos sanguíneos (trombos), o que dificultará a circulação do sangue.

Tromboflebite

A flebite pode ser causada por organismos patogênicos como as bactérias, por certos medicamentos, por traumatismo físico, como o do causado pelo mau uso da seringa durante injeções, por ficar muito tempo imobilizado após uma cirurgia ou uma viagem longa de carro e avião, e pode ser desenvolvida também devido a fatores genéticos. Pessoas obesas, sedentárias, que tomam anticoncepcionais, que possuem varizes, aterosclerose, e que fumam, possuem uma predisposição maior em desenvolver flebite.

Quando a flebite atinge veias na superfície da pele (flebite artificial) o problema é facilmente resolvido quando o indivíduo segue um tratamento adequado. Neste caso, a flebite desaparece rapidamente. No entanto, se ela evoluir para uma tromboflebite a complicação é maior, pois os trombos (coágulos) formados, podem se partir e viajar para os pulmões causando embolia pulmonar.

Os sintomas mais frequentes de flebite são vermelhidão e dor localizada, inchaço, sensação de ardor e calor na veia inflamada, e febre. Quando a flebite torna-se tromboflebite a veia que é normalmente mole, fica muito endurecida e o diagnóstico é facilmente feito apalpando a zona dolorida. O ultra-som é outra forma de diagnosticar coágulos que bloqueiam o fluxo sanguíneo.

O tratamento para flebite é feito através do uso de medicamentos antiinflamatórios, analgésicos como a aspirina para aliviar a dor, compressas mornas e úmidas nas zonas doloridas, repouso com pernas e braços elevados, e, em casos de tromboflebite o médico poderá receitar o uso de medicamentos anticoagulantes, para reduzir e impedir a formação de coágulos.

Se por caso ocorrer sinais e sintomas de inchaço, dor e inflamação das veias das pernas ou dos braços é muito importante procurar um médico para que ele possa fornecer todas as ferramentas para lhe dar com a enfermidade e assim evitar complicações maiores.

Pessoas que possuem histórico familiar de doenças circulatórias ou cardiovasculares devem procurar ter um estilo de vida saudável, evitando o cigarro, por exemplo, que promove a formação de coágulos. Além disto, a prática de atividade física moderada, como a caminhada, é essencial para manter a saúde em dia.

Fontes:
http://www.sitemedico.com.br/sm/materias/index.php?mat=1610
http://www.manualmerck.net/?id=56&cn=680
http://www.flebite.med.br/

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.