Veia

Mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCAR, 2019)
Bacharel em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2015)

Publicado em 26/04/2019

As veias são vasos sanguíneos de calibre variado localizadas por todo o corpo com a função de retornar o sangue proveniente dos órgãos e tecidos para o coração. A grande maioria das veias transporta sangue venoso, sem oxigênio e repleto de dióxido de carbono, com exceção das veias pulmonares e umbilical, que transportam sangue rico em oxigênio. Cerca de 3 dos 5 litros totais de sangue de um adulto ficam contidos nas veias.

Diferentemente das artérias, as veias possuem menos tecido muscular em sua composição e se localizam mais proximamente da pele. Elas são compostas por tecido endotelial revestido por musculatura lisa com uma camada externa de tecido conjuntivo chamado de tunica adventitia. A grande maioria das veias do corpo possuem válvulas em seu lúmen que previnem o refluxo de sangue.

Anatomia de uma veia. Ilustração: stockshoppe / Shutterstock.com

As veias podem ser classificadas de diferentes modos dependendo de sua localização e calibre. As veias superficiais são aquelas que ficam próximas a superfície da pele e se conectam com as vênulas (veias de menor calibre) e essas com os capilares, que efetivamente realizam as trocas gasosas com as células do corpo. As veias profundas se conectam a artérias e ficam localizadas no interior do corpo, distante da superfície. As veias perfuradoras drenam o sangue da superfície para as veias profundas, ocorrendo em abundância nos membros inferiores e nos pés. As varizes são veias dilatadas devido a um aumento de pressão e com circulação ineficiente que marcam a pele, ocorrendo mais comumente nas pernas pois o fluxo de sangue retornando para o tronco ocorre contra a gravidade, o que causa um desgaste maior das válvulas que impedem o refluxo de sangue.

Comparação entre veias normais e veias varicosas. O mal funcionamento das válvulas causa o aparecimento de varizes. Ilustração: VikiVector / Shutterstock.com

Existe ainda um conjunto especial de veias chamadas cardíacas, responsáveis por drenar o sangue venoso dos músculos que compõem o coração e lança-lo no átrio direito. Todos esses tipos de veias são o conjunto sistêmico de veias, que carreia sempre sangue pobre em oxigênio. As veias pulmonares são as únicas que transportam sangue oxigenado ou arterial após a troca gasosa que ocorre no pulmão.

As duas veias de maior calibre do corpo são as veias cava inferior e a superior. A veia cava superior drena o sangue que circulou na cabeça e braços, enquanto que a inferior traz o sangue das pernas e cavidade abdominal, e ambas lançam o sangue venoso no interior do átrio direito. A veia cava inferior recebe sangue venoso de um complexo sistema de veias, composto pelas veias hepáticas, veias renais e suprarrenal e veias ilíacas.

O movimento de sangue no interior das veias é auxiliado pela contração de músculos adjacentes a elas e também pelo movimento do diafragma durante a respiração. O corpo possui mecanismos estimulados por hormônios para intensificar os batimentos cardíacos e induzir o retorno do sangue periférico para o coração. Atividades que exijam ficar de pé ou sentado por muitas horas podem reduzir o volume de sangue venoso que retorna ao coração, causando uma diminuição da oxigenação sistêmica que, em alguns casos, pode causar desmaios, tontura e fraqueza.

Leia mais:

Referências:

Callam, M. J. (1994). Epidemiology of varicose veins. British journal of surgery81(2), 167-173.

Fattini, C. A., & Dangelo, J. G. (2007). Anatomia humana sistêmica e segmentar. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar.

Sobotta, J. (2006). Atlas de anatomia humana (Vol. 2). Ed. Médica Panamericana.