Megalocórnea

O termo megalocórnea refere-se ao alargamento da córnea, que pode ultrapassar 13 mm, não progressiva, presente desde o nascimento.

Pacientes com esta condição apresentam câmara anterior mais profunda do que o normal e, em muitos casos, apresentam altos graus de miopia e astigmatismo. A lente natural do olho habitualmente está em um local anômalo, fenômeno denominado ectopia lentis (subluxação do cristalino).

Este transtorno pode ocorrer de duas formas:

  • Isolado. Em aproximadamente 90% dos casos decorre de problemas genéticos, ligado ao cromossomo X, ocorrendo, portanto, somente em homens, pois as mulheres são apenas portadoras da doença, não manifestando-a. Já foi observada mutação no gene LTBP2 (14q24.3) em indivíduos afetados.
  • Em associação com outras anormalidades, como a síndrome de Marfan, a síndrome de Down, a síndrome de Aport, a osteogênese imperfeita, a síndrome de Ehlers-Danlos e a síndrome de Neuhausser.

O tratamento consiste na realização urgente da lensectomia, para que o cristalino volte para o seu local anatômico.

Fontes:
http://es.wikipedia.org/wiki/Megaloc%C3%B3rnea
http://disorders.eyes.arizona.edu/category/keywords/megalocornea

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças