Subluxação do Cristalino

A subluxação do cristalino, também chamada de ectopia lentis, consiste na adoção de um posicionamento incorreto do cristalino a partir de sua localização anatômica correta. O cristalino é a lente do olho, responsável por focalizar os raios de luz sobre a retina, na qual a imagem é formada.

Esta condição ocorre em humanos, e também em gatos e cães, sendo muito comum nestes últimos. Pode ser congênita ou adquirida, sendo que no primeiro caso um desenvolvimento anormal dessa estrutura e das circunvizinhas pode resultar nesta condição, enquanto que no segundo caso, pode resultar de traumas ou tumores de úvea anterior.

Esta condição pode ser assintomática ou causar astigmatismo leve, distorção óptica, glaucoma, uveíte e também ambliopia em casos congênitos. Tem sido relacionada a muitas síndromes, sendo a mais frequente a síndrome de Marfan, na qual 80% dos pacientes apresentam subluxação do cristalino, geralmente superior. Menos comumente, pode-se observar este transtorno nas síndromes de Weill-Marchesani, de Stickler e de Ehlers-Danlos. Além disso, homocistinúria, hiperlisinemia e aniridia também podem levar à subluxação do cristalino.

O diagnóstico é feito por meio do quadro clínico apresentado pelo paciente, juntamente com exames oftalmológicos.

O tratamento engloba o uso de lentes de contato ou óculos para corrigir os problemas de visão. Além disso, medidas mais invasivas podem ser adotadas, como a lensectomia via pars-plana e a facectomia intracapsular.

É importante a realização de um correto diagnóstico para avaliar o risco, prognóstico e estabelecer o tratamento mais adequado, evitando o surgimento de futuros problemas de visão.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Ectopia_lentis
http://www.scielo.br/pdf/abo/v67n1/a02v67n1.pdf
http://www.marfan.org/marfan/2346/Familial-Ectopia-Lentis

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças