Bromo

Por Lilian Souza Pereira
Isolado através da concentração de água em salinas em 1826, o Bromo, cujo símbolo é Br, possui número atômico 35 e massa atômica 80 u. Na tabela periódica, o Bromo está na família dos halogênios, grupo 7A ou 17.

Os halogênios têm duas características principais: não são metais (na tabela periódica, apenas os halogênios e os gases nobres possuem tal característica) e são formadores de sais. O Bromo encontrado na natureza está geralmente em formato de sais (por isso o seu descobrimento nas salinas) e não em seu estado elementar. Nos oceanos, há a presença de 67 mg de Bromo/L, e sua extração comercial provém daí.

Pode-se extrair o bromo da água do mar através da redução dos íons de bromo com cloro gasoso:

2Br- + Cl2 → Br2 + 2Cl-

O Bromo, assim como os outros halogênios, possui sete elétrons na ultima camada e, para adquirir estabilidade, necessitam ganhar um elétron.

O Bromo, assim como o Mercúrio, é líquido em temperatura ambiente. Além disso, é volátil, denso e instável, podendo evaporar facilmente em temperaturas comuns, formando um vapor avermelhado.  Também possui uma alta capacidade de oxidação, além da capacidade de dissolução em compostos orgânicos apolares, como o álcool.

Grandeza Valor Unidade
Massa específica a 20°C 3120 kg/m3
Ponto de fusão -7,2 °C
Calor de fusão 5,8 kJ/mol
Ponto de ebulição 59 °C
Calor de vaporização 14,8 kJ/mol
Temperatura crítica 313 °C
Eletronegatividade 2,96 Pauling
Estados de oxidação +7 +5 +3 +1 -1 -
Resistividade elétrica > 1018 10-8 Ω m
Condutividade térmica 0,12 W/(m°C)
Velocidade do som a 20ºC 206 m/s
Estrutura cristalina ortorrômbica -

Em razão de sua alta oxidação, pode, também, reagir com alguns elementos como o alumínio, gerando explosão.

Os seus principais compostos comerciais são:

  • Ácido bromídrico – HBr – usado como catalisador de reações orgânicas.
  • Brometo de etileno - Br - CH2 - CH2 - Br - misturado em combustíveis para evitar a acumulação de chumbo nos motores.
  • Brometo de prata – AgBr – usado em emulsões fotográficas.
  • Brometo de potássio – KBr – usado como tranqüilizante.
  • Ácido brômico - KBrO3 - muito usado na química analítica.
  • Brometo de césio – CsBr - utilizado na fabricação de prismas ópticos.
  • Metil Brometo - usado na exterminação de insetos e roedores.
  • Bromoclorometano - CH2BrCl - usado em extintores.

O ácido bromídrico ou brometo de hidrogênio é obtido através da reação entre bromo e hidrogênio molecular ou, ainda, como subproduto de processos de bromação de compostos orgânicos, como se vê abaixo:

HBr + NaOH → NaBr + H2O

Em solução aquosa, o bromo pode formar íons com estados diferentes de oxidação:

Br2 + OH- → Br- + BrO- + H2O

Os vapores do bromo irritam olhos e garganta. Pode, também, ocorrer inflamação do sistema respiratório. Se em estado líquido, pode afetar a gravemente pele. Admite-se como concentração máxima 1 ppm, numa exposição de 8 horas.

No link abaixo você encontra imagens e um vídeo de uma reação de bromo com alumínio:

Fontes:
<http://pt.wikipedia.org/wiki/Bromo>. Acesso em 05 abr. 2010.
<http://www.tabela.oxigenio.com/nao_metais/elemento_quimico_bromo.htm>. Acesso em 05 abr. 2010.
<http://www.mspc.eng.br/quim1/quim1_035.asp>. Acesso em 05 abr. 2010.
<http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/elem/e03500.html>. Acesso em 05 abr. 2010.