Titânio

Por Adriano Leal
O titânio é o elemento químico de número atômico 22 e massa atômica 47,867 u. Foi descoberto pelo clérico inglês William Justin Gregor através de um isolamento de ilmenita (FeTiO3). Posteriormente ocorreu uma redescoberta pelo químico alemão Martin Heinrich, agora através do mineral rutilo (TiO2). É atribuída a Martin a autoria da denominação titânio.

Possui como uma das principais funções, a indicação para seu uso em ambientes que propiciem a corrosão, pois se trata de um metal bastante resistente. Apesar de ser um pouco reativo, possui tal resistência devido a uma película de óxido capaz de realizar uma proteção em sua superfície. Quando submetido a uma pressão de 298 K apresenta-se no estado sólido, é dotado de uma cor prateada. Possui ponto de fusão de 1941K, ponto de ebulição de 3560 K e baixa densidade.

Trata-se do nono elemento mais abundante da Terra, pode ser encontrado no sol, meteoritos e em diversos minerais, como a ilmenita (FeTiO3) e o rutilo (TiO2). Estima-se que suas reservas no planeta ultrapassem a faixa de 600 milhões de toneladas.

Aplicações

É bastante utilizado na indústria aeroespacial (o titânio só começou a ser explorado em larga escala depois do crescimento desse setor), onde formam ligas com outros metais para originar diversos tipos de estruturas. É recomendado por ser conjuntamente forte, resistente e leve, além da capacidade de suportar altas temperaturas. Devido a essas características também é explorado pelo setor automobilístico (fabricação de conexões) e marinho (turbinas e hélices).

A área da segurança também tira proveito de suas propriedades, onde o metal é matéria importante na fabricação de carros blindados, cofres e portões de segurança.

O titânio é utilizado para fazer próteses com a finalidade de substituir articulações. Outra aplicação essencial é feita em implantes dentários, onde pinos de titânio substituem as raízes dos dentes. O uso é indicado devido a sua alta biocompatibilidade, além de possuir alta resistência à corrosão, que pode ocorrer devido aos fluidos humanos.

Dióxido de Titânio

Tem como composto mais famoso o dióxido de titânio (TiO2), tanto que aproximadamente 95% de todo titânio produzido tem como objetivo a obtenção desse composto, é usado como um pigmento branco muito importante na produção de tintas e papéis. Usa-se também na indústria cosmética, pois é um constituinte de quase toda marca de protetor solar.

Existem também utilizações menos conhecidas e até certo ponto, curiosas, como a demarcação de linhas de quadras de tênis, e boa contribuição para a indústria cinematográfica na aplicação de cenas com neve artificial.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
ATKINS, Peter, JONES, Loretta. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. 3 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006, p. 700.

http://www.webelements.com/titanium/ (Acesso em: 05 de fevereiro de 2010.).
http://www.realum.com.br/titanio1.htm (Acesso em: 05 de fevereiro de 2010.).
http://en.wikipedia.org/wiki/Titanium (Acesso em: 04 de fevereiro de 2010.).
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc23/a14.pdf (Acesso em: 05 de fevereiro de 2010.).