Urânio

Por Susana Lorena
O urânio é um elemento cujos átomos contém 92 prótons, 92 elétrons e entre 135 e 148 nêutrons. O urânio é encontrado na crosta terrestre em forma de minerais, os principais tipos de minerais de urânio são pechblenda, a uraninita, a carnotita, a autunita e a torbenita. Na mineração, esses minérios são tratados para obtenção do Yellow Cake, uma mistura de óxidos de urânio de onde é extraído o urânio puro. Suas aplicações são variadas, indo de fotografia à industria madeireira. Mas a sua principal aplicação é o uso na produção de energia, a Energia Nuclear.

Urânio

O Brasil é dono da quinta maior reserva natural de urânio com aproximadamente 300 mil toneladas distribuídas em jazidas no Ceará (142 mil toneladas de minerais associados à fosfatos), Bahia (93 mil toneladas) e diversas outras jazidas de menor tamanho como em Minas Gerais, onde o Urânio se encontra associado ao ouro.

A eficiência quanto a produção de energia utilizando o urânio é um dos principais motivos para a sua utilização em usinas de energia nuclear. Teoricamente, assumindo a completa fissão nuclear, 1kg de urânio geraria 8x1013 Joules. Como comparação em o quanto isso representa em energia, seriam precisos 3000 toneladas de carvão para produzir a mesma quantidade de energia.

Os reatores de geração de energia a partir do urânio podem ser produzidos em escala reduzida, a fim de utilizá-los, por exemplo, na propulsão de submarinos. Os isótopos desse elemento utilizados nos reatores são 234, 235 e 238. A produção de energia nesses reatores se dá devido à uma reação em cadeia de fissão dos átomos de urânio. Essa fissão acontece em um reator de grande resistência à pressão e ao calor gerado, ele permanece imerso em água. Com a geração de energia na forma de calor, a água é vaporizada, essa água passa por turbinas que geram energia elétrica.

Yellow cake

Apesar dessa quantidade de utilidades, o urânio deve ser usado com muita cautela. A sua presença não é reconhecida pelo organismo o que faz com que ele não seja excretado se acumulando ao longo do tempo de exposição. Ele afeta diversas partes do corpo como o sangue, os ossos, ris e fígado. Grandes períodos expostos a radiação emitida pelo urânio pode também gerar o desenvolvimento de diversos tipos de cânceres. Muitos trabalhadores de minas acabam desenvolvendo câncer de pulmão por estarem expostos a esse tipo de radiação.

Deve-se ter muita responsabilidade quanto a finalidade do urânio extraído, já que ele pode ser usado para a produção de armas nucleares poderosas de grande capacidade de destruição.

Leia também:

Fontes:
http://geoinfo.nmt.edu/resources/uranium/enrichment.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Uranium
http://www.tabela.oxigenio.com/actinidios/elemento_quimico_uranio.htm
http://ambientes.ambientebrasil.com.br/energia/nuclear/energia_nuclear_-_uranio.html