Ritmos Circadianos

Por Felipe Araújo
Também conhecido como ciclo circadiano, o ritmo circadiano representa o período de um dia (24 horas) no qual se completam as atividades do ciclo biológico dos seres vivos.  Uma das funções deste sistema é o ajuste do relógio biológico, controlando o sono e o apetite.

Através de um marca-passo interno que se encontra no cérebro, o ritmo circadiano regula tanto os ritmos materiais quanto os psicológicos, o que pode influenciar em atividade como: digestão em vigília, renovação de células e controle de temperatura corporal.

A área do cérebro onde este relógio que monitora o ciclo de atividades do corpo humano fica é o núcleo supraquiasmático, que fica pouco acima das glândulas pituitárias, no hipotálamo, região cerebral que liga o sistema nervoso ao sistema endócrino.

De acordo com alguns estudos recentemente publicados, existem outros fatores que implicam no funcionamento do ritmo circadiano. Eles estão relacionados ao ciclo da Lua, as marés, dinâmica climática da Terra pelas correntes marítimas e eólicas. Assim, o ritmo circadiano não se resume à questão da fisiologia, tornado-se um campo aberto em que fatores astronômicos, ecológicos e geológicos apresentam efetiva influência.

Nas aproximadas vinte e quatro horas em que se baseia o ritmo circadiano, cara órgão do corpo humano manifesta o seu pico de funcionamento, período em que é realizada a auto-limpeza do corpo. Assim, a cada duas horas, divididas entre as 24, um órgão necessita da utilização de mais energia.

As atividades dos órgãos estão divididas da seguinte forma:

A grande importância do conhecimento das funções e atividades do Ciclo Circadiano está em analisar o comportamento do corpo e obsevar anomalias frequentes que ocorrem no mesmo período entre as 24 horas do ciclo. Desta forma, pode-se dizer em que estrutura corpórea ocorre algum tipo de desequilíbrio.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ritmo_circadiano
http://alexandraweizemann.wordpress.com/2010/02/23/ciclo-circadiano/
http://saude.hsw.uol.com.br/causas-da-insonia6.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipot%C3%A1lamo