BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China)

Por Thais Pacievitch
O Brasil, a Rússia, a Índia e a China são considerados os quarto países mais emergentes do mundo. Para fazer referencia a esses países, o banco de investimentos Goldman Sachs criou o termo BRIC, um acrônimo, ou seja, uma palavra formada pelas primeiras letras dos nomes dos países, que deve ser pronunciado como uma sílaba, não letra por letra. Importante ressaltar que não se trata de um bloco econômico, embora esses países tenham assinado, em 2002, uma série de acordos comerciais e de cooperação, com o objetivo de promover o crescimento de suas economias.

O motivo que levou o banco de investimento a buscar um termo que fizesse referencia a esse grupo de países é o seguinte: projeções indicam que, daqui a 40 anos, caso continuem apresentando os desempenhos atuais, as economias desses quatro países somadas, superarão as economias das potencias atuais, que são: Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França e Itália. Juntas, as populações dos países do BRIC corresponderão a 40% da população mundial.

O Brasil, em relação aos demais países do BRIC, é o que tem apresentado menor crescimento, no entanto, é o que apresenta a maior variedade de recursos naturais (destaque para a água) e grande área de terras com clima apropriado para a agricultura. Outra diferença é o fato do Brasil não ser uma potencia militar como os demais.
Dentre as características em comum, destacam-se:

  • Reservas consideraveis de recursos minerais
  • Estabilidade política
  • Mão de obra abundante
  • Recebimento de investimentos privados estrangeiros
  • Rápido processo de inclusão digital
  • Economia estabilizada (ainda que recentemente)
  • Crescimento do Produto Interno Bruto (PIB)
  • Melhoramentos em infra-estrutura

Caso as projeções se confirmem, o cenário mundial em termos de fornecimento ficará mais ou menos assim: Brasil – alimentos, combustíveis renováveis (álcool, biodiesel), petróleo (pré-sal); Rússia – gás natural e petróleo; Índia – mão de obra (qualificação tem recebido investimentos); China – tecnologia.

Fontes
RAZA, Claúdio. “BRIC” - O Potencial Econômico do Futuro. Raza Consulting: Consultoria Empresarial e gestão de negócios. Disponível em: http://www.razaconsulting.com.br/index.php Acessado em 26 fev. 2009.