Ilha de Creta

A ilha de Creta (Kriti, em grego) é a maior e mais populosa ilha da Grécia, além de ser a quinta maior ilha do mar Mediterrâneo. Está localizada ao sul do Mar Egeu e compõe o extremo meridional da Grécia, junto com a ilha de Gavdos, além de estar posicionada no cruzamento de três continentes, Europa, Ásia e África. Com capital em Iráclio, Creta está dividida em quatro prefeituras (Chani, Rethymno, Iráclio e Lasithi), e cobre uma área de 8.336 km² (um pouco maior que a área do distrito Federal) e conta com cerca de 650 mil habitantes. Seu litoral é pontilhado de inúmeras enseadas, baías e penínsulas, que estabeleceram Creta como um dos destinos turísticos mais populares de toda Europa. Além disso, a ilha possui uma importância histórica imensa, como o lar da antiga civilização minoica, cujos resquícios foram encontrados em Cnossos, Festo e Gortina.

Um conjunto de montanhas altas atravessa a ilha de oeste a leste, formado por três grupos distintos. A oeste estão as Montanhas Brancas (2,453 m de altitude); ao centro está a montanha de Idi (cujo ponto mais alto é o pico Psiloritis, com 2.456 m), e para leste fica a montanha de Dikti (2,148 m de altitude). Tais montanhas deram a Creta planaltos férteis como os de Lassithi, Omalos e Nida, e cavernas como as de Diktaion e caverna Idaion, além do famoso desfiladeiro de Samaria. Há ainda alguns vales e planícies no relevo cretense, com destaque para a planície de Messara, localizada entre as montanhas e Psiloritis e Asterousia no centro-sul da ilha.

Creta constitui um mundo diferente em comparação com outras partes da Grécia, com suas próprias tradições, personalidade e seu próprio dialeto grego. A história conhecida da ilha começa por volta de 6000 a.C., quando esta é ocupada pela primeira vez. Seu auge é conhecido como Idade do Bronze (entre 2600-1100 a.C.), o período de desenvolvimento da civilização minóica. Na época, os cretenses colonizaram as ilhas Cíclades, além de construírem os fabulosos palácios de Cnossos, Festos e Zakros. Além disso, os navios minóicos viajavam por todo o mar Mediterrâneo negociando todo tipo de produto.

Hoje em dia, Creta possui uma economia que depende em boa parte da agricultura e do turismo. Destaca-se na ilha o cultivo da oliveira, do qual se produz um excelente azeite virgem. Outros produtos cultivados são laranjas, uvas e vegetais de estufas. Há ainda a produção de mel, queijo e ervas. Além da atividade agrícola, há grande número de ovinos e caprinos criados em Creta.

Leia também:

Bibliografia:
Crete (em inglês). Disponível em: < http://www.explorecrete.com/crete.html >. Acesso em: 15 out. 2012.
Introduction to Crete (em inglês). Disponível em: < http://www.interkriti.org/crete/introduction_to_crete.html >. Acesso em: 15 out. 2012.

Arquivado em: Grécia