Clássicos de José de Alencar

Iracema

Essa trama está focada no romance entre Iracema e Martim Soares Moreno. Quem a conduz é um narrador na terceira pessoa. A história é ambientada nas florestas do Ceará durante o século XVII. Iracema é uma nativa da tribo tabajara, filha do pajé, Araquém. Na essência de sua virgindade ela resguarda o mistério da jurema, que representa a fertilidade de seu povo. Nela a jovem também preserva a maneira como se prepara um inusitado licor que provoca alucinações e é utilizado apenas em cerimônias religiosas.  Martim é o branco que vivencia um dilema interior; ele não sabe se permanece no país que não é o seu ou se volta para sua terra natal. Nessa história o confronto se instaura entre os tabajaras quando Martim aparece entre os nativos e traz em sua bagagem a conversão dos índios, a civilização e o progresso. Martim desencadeia as guerras entre este povo e os pitiguaras e, além disso, arrebata Iracema, símbolo maior da tribo. Desse romance nascerá Moacir.

O Guarani

A história se passa em uma propriedade rural na região interiorana do Rio de Janeiro. Aí o fidalgo D. Antônio de Mariz vive com seus familiares: D. Lauriana, o filho D. Diogo e a filha Cecília. A casa grande também hospeda a filha bastarda do patriarca, a mestiça Isabel, e o jovem Álvaro, apaixonado por Ceci e amado por Isabel. O nativo Peri se dedica fielmente à Ceci desde o dia em que salvou a vida dela. D. Diogo mata por acidente uma indígena aimoré. Como revanche os parentes da nativa atentam contra a vida de Ceci, mas o índio impede esse ato. As probabilidades de ataque da tribo se intensificam. Além disso, outra ameaça vem do interior da casa dos Mariz. Um dos serviçais, Loredano, pretende tomar posse de uma mina de prata localizada sob a residência; ele planeja atear fogo nela e seqüestrar Ceci, por quem mantém um desejo inconfessável.

Senhora

Esta obra, lançada em 1875, enfoca a questão do matrimônio como alavanca para se alcançar um status social mais elevado. Nela o autor critica determinados princípios morais e a forma de agir dos integrantes da seleta sociedade do Rio de Janeiro no século XIX. Assim, tópicos mais comuns nas histórias realistas do que nas românticas são aqui já apontadas por Alencar: a intensa condenação do comportamento superficial; dos padrões burgueses inconsistentes, frutos do sistema capitalista nacional em ascensão nesta época; e um nível de intimismo psicológico. Aurélia Camargo, jovem criada sem pais e pertencente a uma classe social inferior, mas de personalidade íntegra, é a noiva de Fernando Seixas. Ele corresponde ao seu amor, mas se deixa levar pelas ilusões da sociedade, assume dívidas de grande proporção e deixa sua família na miséria. Diante da primeira oportunidade ele rompe com sua amada e se une a uma garota rica, Adelaide. Aurélia passa a detestar o sexo masculino, mas ao receber uma herança vê nela a oportunidade de se vingar de Seixas.

Cinco Minutos

Esta história se desenrola a partir de uma carta do narrador a sua prima, identificada apenas como D. Nessa missiva ele conta minuciosamente como conheceu Carlota, sua alma gêmea, e de que forma se apaixonou por ela. O romance tem início quando o protagonista chega 5 minutos mais tarde ao ponto de ônibus e é obrigado a pegar outro veículo, já que perdeu o anterior. E nessa condução encontra a mulher que arrebatará seu coração. A princípio ele não tem a oportunidade de ver seu rosto, pois ele está oculto por um véu. Mesmo assim a paixão nasce entre os dois. Ela parte e, mesmo correndo o risco dela ser uma mulher sem beleza alguma, o protagonista inicia uma jornada em busca de sua amada, até descobrir que ela está gravemente enferma e pode morrer. Apesar disso ele insiste em permanecer ao seu lado, seguindo-a até a Europa.

Leia mais:

Arquivado em: Literatura