Escritores do Indianismo

No Brasil a expressão ‘Indianismo’ se refere à mitificação do índio, eventualmente caracterizado como a imagem do heroísmo nacional. Esta foi uma das singularidades da escola romântica brasileira. As artes plásticas expressam ainda em menor grau essa particularidade ao longo do século XIX. Enquanto no continente europeu os românticos idealizavam o cavaleiro medieval, em nosso país não restava alternativa senão divinizar o indígena, já que aqui não se vivenciou historicamente a Idade Média. Por outro lado, como o Brasil acabara de conquistar sua liberdade, não poderia ter no português um herói e menos ainda nos africanos, pois a mentalidade de outrora não admitia essa ideia.  A opção era mesmo o nativo, que já tinha sua morada em terras brasileiras antes mesmo da chegada dos portugueses. O processo de Independência do país, concretizado em 1822, abriu caminho para a fixação da identidade nacional; este contexto histórico deu espaço para o Surgimento do Romantismo no Brasil. Os indianistas não tinham como objetivo retratar as verdadeiras condições dos nativos, e sim apresentar ao leitor seres dotados de valores ideais.

Além do Indianismo Romântico, essa vertente também se manifesta em outros estágios literários:

  • Indianismo Barroco: Versão desta corrente na literatura barroca.
  • Indianismo Gonçalvino: É a idealização do nativo na poesia de Gonçalves Dias.
  • Indianismo Arcádico: É a versão do movimento expresso na literatura do Brasil - Colônia. Apresenta uma imagem sublimada do índio e também o vê como um símbolo do nosso país.

Autores e Obras do Indianismo

  • José de Anchieta: Indianismo Barroco. Os Feitos de Mem de Sá; Arte de Gramática da Língua mais usada na costa do Brasil; Poema à Virgem; A Cartilha dos Nativos (Gramática Tupi-Guarani); Carta da Companhia.
  • Gonçalves Dias: Indianismo Gonçalvino. Os Timbiras; Meditação; Canção do Exílio; I-Juca-Pirama; Seus Olhos; Marabá.
  • José Basílio da Gama (Termindo Sepílio). Indianismo Arcádico. O Uraguai.
  • José de Alencar: Indianismo Romântico. O Guarani; Iracema; Ubirajara.

Arquivado em: Literatura