Tigre

Por Débora Carvalho Meldau
O tigre (Panthera tigris) é um mamífero que faz parte da família dos Felinos ou Felídeos. Esta é uma das quatro espécies dos grandes felinos, que é composta pelos leões, tigres, jaguares ou onça-pintada e leopardos.

Foto: By Anant (Ramakrishnan) [CC-BY-SA-2.5], via Wikimedia Commons

Foto: By Anant (Ramakrishnan) [CC-BY-SA-2.5], via Wikimedia Commons

Os tigres são animais ágeis, firmes e graciosos. Possui enormes mandíbulas, dentes grandes e afiados, andar macio e fortes garras, este animal é, acima de tudo, um hábil caçador. Quando com fome, estes animais podem também atacar o homem, no entanto, isso é muito raro.  Suas garras longas e cortantes imobilizam a presa com facilidade. Seus enormes dentes ferem mortalmente até animais de grande porte.

Durante a caça, o tigre é silencioso e paciente, espreita sua presa durante horas sem ser visto ou ouvido. As listras presente em sua pelagem acabam por camuflar o tigre no meio da vegetação. Estas, por sua vez, funcionam como a impressão digital de uma pessoa. Não há dois tigres com o mesmo padrão de listras.

São animais que habitavam antigamente, quase todo o continente asiático. Muitos deles ocupavam o gelo da Ásia, outros viviam nas cordilheiras da Ásia Central e muitos ainda habitavam as densas florestas do sul. Vivendo em lugares diferentes, desenvolveram-se várias subespécies, apresentando características distintas. Tanto foram os tigres perseguidos pelos homens, que três subespécies já foram exterminadas. As nove espécies são:

  • Tigre-siberiano (Panthera tigris altaica): este é o maior de todos os tigres. Encontra-se em vales com encostas rochosas do rio Amur, sendo que nos dias de hoje, está confinado a uma pequena região no leste da Rússia. Abrigado por uma espessa camada de pelagem, ele enfrenta o clima gelado daquela região. A cor clara de seu pêlo o confunde com a neve e permite que ele se aproxime da presa sem ser notado. Sua dieta é basicamente composta de suínos selvagens, mas após diminuir o número de exemplares dessa presa, essa subespécie de tigre passou a caçar veados também. Podem também caçar outros animais, como ursos pardos, aves, peixes e répteis.
  • Tigre-do-sul-da-china (Panthera tigris amoyensis): este é um dos mais ameaçados de extinção, existindo poucos exemplares ainda. Até o começo de 1960, havia aproximadamente 4000 tigres na China. No ano de 1959 Mao Tse Tung, acusou os tigres de serem uma praga, iniciando-se a partir daí uma terrível perseguição à eles. Atualmente, há apenas 59 exemplares em cativeiro, sendo que descendem apenas de 6 exemplares.
  • Tigre-da-indochina (Panthera tigris corbetti): esta subespécie é encontrada no Camboja, Laos, sudeste da China, Malásia, Myanmar, Tailândia e Vietnã.
  • Tigre-de-sumatra (Panthera tigris sumatrae): oriundo de ilhas cobertas por densas florestas tropicais, no sul da Ásia. Possuem um porte menor do que o comum, favorecendo assim, correr e se esconder com maior facilidade. Sua população é estimada em 400 a 500 exemplares, presentes predominantemente nos cinco parques nacionais na ilha indonésia de Sumatra.
  • Tigre-de-bengala (Panthera tigris tigris): esta subespécie é encontrada nas florestas e savanas de Bangladesh, Butão, Nepal, Índia, Myanmar. Atualmente, é a espécie mais comum, com uma população selvagem estimada em 3000 a 4600 indivíduos, sendo que a maioria encontra-se na Índia e Bangladesh.
  • Tigre-malaio (Panthera tigris jacksoni): encontrado exclusivamente no sul da península malaia e, até 2004 não era considerada uma subespécie de tigre, sendo antes considerado parte da subespécie indochinesa. Sua classificação mudou devido à um estudo genômico. Sua população é estimada em 600 a 800 exemplares.
  • Tigre-de-bali (Panthera tigris balica): esta subespécie é extinta e sua ocorrência limitava-se à ilha de Bali, na Indonésia. Há relatos de que o último exemplar desse tigre foi morto em Sumbar Kima, no dia 27 de setembro de 1937.
  • Tigre-de-java (Panthera tigris sondaica): esta subespécie era encontrada na ilha indonésia de Java. Foi extinta na década de 1980, devido à caça e destruição de seu habitat.
  • Tigre-do-cáspio (Panthera tigris virgata): tornou-se extinto na década de 1960, sendo seu último exemplar visto no ano de 1968. Era encontrado no Afeganistão, Irã, Iraque, Mongólia, União Soviética e Turquia. No século XX foi perseguido pelo governo da Rússia czarista devido à um programa de colonização da área.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tigre
http://www.princeton.edu/~pabc/officers/index.html
http://stoa.usp.br/briannaloch/wp-content/uploads/144
O Reino Animal – Tigres, Leões, Grandes e Pequenos Felinos. Reedição da série Os Bichos de 1988. Editora Nova Cultura, 1991.
Foto: Anant (Ramakrishnan) [CC-BY-SA-2.5], via Wikimedia Commons