Tromba d'água

Por Caroline Faria
A “tromba d’água” é um tornado que se forma sobre a água, mais comumente sobre o mar, em condições de alta umidade e forte calor surgindo tão rápido quanto se desfazem.

Tromba d'água. Foto: NOAA

Tromba d'água. Foto: NOAA

No Brasil, a região sul, principalmente, e em parte o Estado do Mato Grosso do Sul é bastante favorável a ocorrências desse tipo de evento climático.

Só em Santa Catarina foi registrada a ocorrência de cerca de 23 tornados e trombas d’água de 1976 a 2000 que em grande parte estavam associados à passagem de frentes frias e a ocorrência de sistemas convectivos de mesoescala e sistemas convectivos isolados na primavera e no verão respectivamente.

Os tornados são uma imensa coluna de ar giratória que se estende desde a base da nuvem que o gera (chamada de cumulonimbus, nuvem em forma de bigorna que pode chegar a 35km de altura) até a superfície do continente ou da água, sendo neste caso chamado de “tromba d’água”.

É importante não confundir tornado com furacão: o segundo pode atingir centenas de quilômetros de diâmetro e sempre surge sobre os oceanos que é o local de onde retira sua energia destrutiva e pode durar vários dias percorrendo diversos lugares. Já o tornado é mais localizado, raramente ultrapassa 1km de diâmetro e dura apenas alguns minutos (são raros os que duram 1 hora, por exemplo).

Fontes
http://www.inpe.br
http://www.inmet.gov.br