Fatores de Virulência: adesão, invasão e sideróforos

Por Fabiana Santos Gonçalves
Os fatores de virulência são estruturas, produtos ou estratégias que as bactérias utilizam para “driblar” o sistema de defesa do hospedeiro e causar uma infecção. Alguns estão relacionados com a colonização do microorganismo e outros com as lesões do organismo, como por exemplo as toxinas.

Adesão

É o processo da bactéria se aderir nas células e nos tecidos do organismo. As estruturas de superfície das bactérias, chamadas adesinas, que determinam a capacidade de adesão dela. As adesinas precisam interagir com os receptores de membrana ou proteínas da matriz extracelular para que haja adesão. Existem vários tipos de adesinas, de acordo com o tipo de bactéria.

A resposta das células do hospedeiro à adesão varia de acordo com o tipo de célula e de bactéria. As células epiteliais também respondem à adesão de bactérias da microbiota normal.

As bactérias têm forte tendência em interagir e aderir às superfícies disponíveis quando estão em seus ambientes naturais. Os biofilmes são aglomerados de bactérias envolvidos por uma membrana de exopolissacarídeos produzida pela bactéria que se formam na superfície de dispositivos. Possuem uma arquitetura especial, de modo que permita a difusão de nutrientes necessários ao crescimento bacteriano. Nos biofilmes as bactérias estão bem protegidas contra as defesas do organismo e da ação dos antibióticos. Os biofilmes podem se formar tanto em dispositivos plásticos, tubulações em geral, mucosas e nos dentes.

Invasão

As bactérias penetram nas células dos organismos basicamente por fagocitose. A fagocitose é um processo normal do organismo, mediada pelo sistema de defesa. Nas células não fagocitárias, a fagocitose é induzida pelas bactérias, com a participação de proteínas chamadas invasinas, que podem estar presentes na membrana externa da bactéria ou serem injetadas no seu citosol. As células dos hospedeiros podem responder de diversas formas à invasão. Normalmente produzem citocinas e prostaglandinas, e morte celular por necrose ou apoptose. As bactérias têm necessidade de regular a expressão de seus genes de virulência para se adaptarem aos microambientes onde são obrigadas a sobreviver.

Sideróforos

São substâncias que apresentam alta afinidade pelo ferro, elemento muito importante para o crescimento e metabolismo bacteriano. O organismo humano desenvolveu mecanismos para evitar que as bactérias removam o ferro do hospedeiro. Os sideróforos são capazes de retirar o ferro das proteínas carreadoras (hemoglobina, transferrina e lactoferrina) e transportar para o citoplasma. Os sideróforos mais conhecidos são a catecolaminas e hidroxamatos.

Bibliografia:
Luiz Rachid Trabulsi e Flavio Alterthum. Microbiologia, São Paulo: Atheneu, 2008.
http://vsites.unb.br/ib/cel/microbiologia/morfologia2/morfologia2.html