Barroco

Barroco é o termo que serve para designar a arte que surgiu já no fim do século XVII na Itália e que teve seu auge no século XVIII, espalhando-se posteriormente para outros países da Europa e América Latina, além disso, o barroco também se manifestou na literatura e no teatro. A arte barroca foi o estilo que sucedeu o Renascimento, ambos os estilos compartilhavam do gosto pela antiguidade clássica. A expressão “Barroco” significa absurdo ou grotesco e foi assim chamado pelos críticos afim de ridicularizar a arte que abdicava das regras do estilo clássico. Na América Latina o Barroco ganhou força por meio dos artistas que viajavam para a Europa.

Após a Reforma Protestante e a Contrarreforma ocorrida no século XVI, a Igreja Católica perdeu força e apoio na busca pela retomada das ideias teocentristas. O Barroco surge em meio a crises políticas e religiosas. A Igreja Católica com o intuito de frear as ideias protestantes, buscou através da arte um meio de reafirmar os valores cristãos.

A Vocação de São Mateus. Obra de Caravaggio (1599-1600).

A Vocação de São Mateus. Obra de Caravaggio (1599-1600).

A arte barroca apresenta, sobretudo, características bastante detalhistas, dramáticas e expressivas que de alguma maneira mexem com o emocional do espectador. A pintura barroca assumiu caraterísticas realistas e um ousado contraste de claro-escuro a fim de intensificar a noção de profundidade, além disso, a luz tem o objetivo de conduzir o olhar do espectador à cena principal. Um dos mais notáveis artistas desse período foi o italiano Caravaggio. Sua obra A Vocação de São Mateus (1596-1598) reflete bem as características citadas anteriormente. O olhar do fruidor fixa-se no raio de luz que conduz ao acontecimento principal da obra – Jesus à direita apontando para Mateus a esquerda.

Na escultura se evidencia, especialmente a dramaticidade e teatralidade das expressões, o movimento e exuberância das formas. Na Itália o trabalho de Bernini ganha destaque pela representatividade do estilo. Suas esculturas parecem ganhar vida própria causando grande impacto para quem as aprecia. O êxtase de Santa Tereza (1645-1652) é uma de suas obras mais famosas. A escultura em mármore de tamanho natural está localizada na Igreja de Santa Maria Della Vittoria e parecem flutuar e dominar as emoções do espectador.

Na arquitetura, o Barroco utilizou elementos para dar a impressão de dinamismo, esplendor e grandiosidade tanto nas fachadas quanto no interior. Elementos sinuosos como os espirais e formas contorcidas eram usados para conferir efeitos ilusórios reforçando a impressão de movimento ascensional. Francesco Borromini, artista Barroco, entre muitos obras construiu a Igreja de Sant'Agnese in Agone e de  a Igreja de Sant'Andrea delle Fratte, ambas em Roma.

No Brasil a arte barroca permaneceu durante o período colonial e serviu para facilitar o doutrinamento católico além da decoração de igrejas. Na arquitetura destacam-se as inúmeras igrejas em várias regiões do país como, por exemplo, a Igreja de São Francisco em Salvador e a Igreja de Santo Antônio em Cairu. Ambas são consideradas ricas expressões do Barroco brasileiro. Quanto à escultura não podemos esquecer o nome de Aleijadinho, um dos artistas mais notáveis do barroco brasileiro que além de escultor, também projetou varias igrejas. Suas obras estão espalhas por inúmeras construções religiosas de Minas Gerais, entre elas A Ultima Ceia no Santuário de Congonhas.

Referências bibliográficas:
GOMBRICH, E.H. A história da arte. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

JANSON, H. W e JANSON, Anthony F. Iniciação à história da arte, 2ªed. São Paulo, Martins, 1996.

Barroco Brasileiro. Disponível em: < http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo63/barroco-brasileiro >.