Depressão pós-parto

A depressão pós-parto é uma forma de depressão que acomete mulheres após darem à luz a um bebê.

Dados apontam que aproximadamente 60% das novas mães sofrem grande melancolia depois do parto, sendo esta conhecida como baby blues. No Brasil, estima-se que aproximadamente 40% das mulheres desenvolvem esse tipo de depressão, sendo que destas, 10% na sua forma mais severa. Deste modo, é imprescindível que um acompanhamento psicológico ou psiquiátrico seja estabelecido logo no início para que a mãe consiga estabelecer um vínculo afetivo com seu filho.

Embora ainda exista muita controvérsia a respeito dos fatores desencadeantes da depressão pós-parto, alguns podem ser enumerados, como:

  • Fatores biológicos: decorrentes da grande alteração hormonal durante a gestação, que leva a mudanças no humor, podendo colaborar com a instalação de um quadro depressivo.
  • Fatores psicológicos: estes têm origem de sentimentos conflituosos da relação da gestante consigo mesma como mãe ou como filha de sua própria mãe, com o bebê ou com o companheiro. Outros fatores também contribuem para o desencadeamento deste quadro, como a situação social e familiar da mulher e condições relacionadas ao parto.

O que habitualmente distingue o quadro depressivo do período pós-parto é a intensidade da sintomatologia. Dentre esta última pode observar-se: crises de choro, fadiga, baixa auto-estima, sentimento de culpa, anedonia (perda da capacidade de sentir prazer), irritabilidade, distúrbio do sono, distúrbios alimentares, cansaço, desinteresse sexual, sentimento de incompetência e isolamento social.

O tratamento desta condição é feito por meio do uso de inibidor seletivo de recaptação de serotonina; contudo, como a maior parte dos antidepressivos alcança o leite materno é necessário utilizar substitutos adequados. Deste modo, a psicoterapia é a forma terapêutica mais recomendada. A adoção de alguns hábitos também podem ajudar na melhora do humor, como consumo de alimentos ricos em Ômega 3 e sais minerais, bem como prática de exercícios.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Depressão_pós-parto
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?103
http://www.copacabanarunners.net/pos-parto.html
http://www.portaldeginecologia.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=269

Arquivado em: Psicologia