Adsorção

Geralmente, substâncias sólidas e líquidas apresentam uma notável capacidade de interagirem entre si. Isso ocorre porque, nesses estados físicos, as moléculas se encontram mais próximas umas das outras e há uma elevada densidade, como consequência. Já nos gases, essas interações existem, mas com uma menor frequência, devido à distância entre as moléculas.

Na natureza existem várias formas de interação entre moléculas, uma delas é a adsorção. Nesse sistema, um fluído, que será chamado de adsorvido, se adere e é retido à superfície de uma substância, que recebe o nome de adsorvente. Essa interação entre adsorvido e adsorvente pode ocorrer por meio de forças de naturezas física ou química.

Quando a adsorção ocorre por interações físicas entre as partes, é denomina fisissorção. Na adsorção física, as moléculas ou átomos se aderem à superfície do adsorvente, em geral, através de forças de Van der Waals, que são ligações intermoleculares de longo espectro, porém, muito fracas e incapazes de formar ligações químicas. Por esse motivo, a adsorção física é um processo reversível.

Por outro lado, quando o processo de adsorção se dá por meio de forças de natureza química, é chamada de quimissorção. Nesse tipo de interação, a adesão do adsorvido à superfície do adsorvente se estabelece por ligações químicas, em geral, covalentes (o tipo de ligação depende muito das substâncias que participam do sistema). Uma vez que há a formação de ligações químicas, trata-se de um processo exotérmico e irreversível.

Um bom exemplo de situação em que ocorre a adsorção é o uso do carvão para retirar odores em geladeiras. Os alimentos armazenados na geladeira são lentamente decompostos e, com isso, desprendem substâncias gasosas voláteis, que, por sua vez, exalam os odores desagradáveis. O carvão tem uma grande quantidade de poros em sua superfície, que adsorvem esses gases, acabando com o odor. Nas estações de tratamento de água, utiliza-se o carvão do tipo ativado para eliminar determinadas impurezas. Outro exemplo de substância adsorvente é a sílica gel, um composto sintético muito utilizado para reter a umidade de ambientes.

Devido à semelhança na escrita e também na pronúncia, é comum a confusão entre os termos adsorção e absorção. São dois processos diferentes: na absorção, a substância absorvida é embebida pela substância absorvente, como ocorre, por exemplo, com uma esponja que absorve a água. Ao contrário da adsorção, em que a substância fica apenas retida na superfície do adsorvente, sem ser incorporada ao volume da outra.

Referências:
http://www.anp.gov.br/CapitalHumano/Arquivos/PRH24/Luciano-Guelfi_PRH24_UFPR_G.pdf
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_1/10-EEQ-2209.pdf
http://www.cienciadosmateriais.org/index.php?acao=exibir&cap=17&top=177
http://www2.iq.usp.br/docente/hvlinner/adsorcao.pdf

Arquivado em: Química