Gasolina

Os compostos principais da fração gasolina são alcanos normais e alcanos ramificados, que possuem de 5 a 10 átomos de carbono.

Gasolina. Foto: nexus 7 / Shutterstock.com

Gasolina. Foto: nexus 7 / Shutterstock.com

Nos cilindros de motores de combustão interna, pode acontecer a detonação ─ combustão prematura da gasolina, durante a compressão exercida pelo pistão.
Foi estabelecida uma escala para medir a tendência à detonação de uma gasolina. Nessa escala, atribui-se ao isooctano (2,2,4-trimetil-pentano), que detona apenas a compressões elevadas, o índice 100; ao n-heptano, que detona a compreensão muito baixa, foi atribuído o índice zero.

O índice de octano de uma gasolina é a porcentagem de isooctano e n-heptano, que tem as mesmas características de detonação que a gasolina.

Assim, uma gasolina com índice de octano 80 possui as mesmas características de detonação que uma mistura de 80% de isooctano e 20% de n-heptano.

Quanto maior é o índice de octanagem, maior é a compressão que a mistura gasolina-ar suporta no motor, sem detonação prematura; portanto, melhor é a qualidade da gasolina. Dos aditivos que aumentam a octanagem da gasolina, o mais importante é o chumbo tetra-etila ou tetra-etil-chumbo [Pb(C2H5)4], mas ele causa sério impacto ambiental e, por isso, não é mais utilizado.

Com relação à octanagem, sabe-se que:

- alcanos ramificados têm índices de octano maior que alcanos normais;
- ciclanos têm índice de octano maior que alcanos normais;
- alcenos têm índice de octano maior que alcanos correspondentes;
- hidrocarbonetos aromáticos têm índice de octano muito alto.

Melhoria de Qualidade da Gasolina

Para aumentar o índice de octano na fração gasolina, submetem-se os alcanos dessa fração a processos de isomerização e aromatização.

No processo de isomerização, alcanos normais são transformados em alcanos isômeros ramificados, o que aumenta o índice de octano.

No processo de aromatização, alcanos normais são trans formados em hidrocarbonetos aromáticos de elevado índice de octano.

A alquilação, nesse caso, consiste na adição de um alcano a um alceno.

A dimerização consiste, nesse caso, na adição de duas moléculas de alceno.

Arquivado em: Química