Bauxita

A bauxita é uma rocha de cor vermelha formada principalmente por óxido de alumínio (Al2O3) e outros compostos em menores quantidades, como sílica, dióxido de titânio, óxidos de ferro e silicato de alumínio. Esse mineral foi descoberto pelo geólogo e mineralogista francês Pierre Berthier, em 1821.

Rocha de bauxita. Foto: Branko Jovanovic / Shutterstock.com

Rocha de bauxita. Foto: Branko Jovanovic / Shutterstock.com

A formação da bauxita resulta da decomposição de rochas alcalinas, provocada pela infiltração da água das chuvas nas rochas ao longo de milhões de anos. A coloração avermelhada desse minério é determinada pela presença de óxidos de ferro. Sendo assim, as rochas que apresentam de 2% a 4% de óxido de ferro são chamadas de bauxita branca, enquanto aquelas que possuem até 25% de óxido de ferro são chamadas de bauxita vermelha.

A bauxita é a principal fonte natural de alumínio (terceiro elemento mais abundante na natureza), e a maior parte de sua extração mundial é destina à obtenção desse elemento. Para que seja economicamente aproveitável, a bauxita deve apresentar no mínimo 30% de óxido de alumínio. O processo de obtenção de alumínio a partir da bauxita ocorre em 3 etapas:

1º. Extração da bauxita – antes que se inicie a extração, toda a terra e a vegetação que se acumulam sobre os depósitos de bauxita são removidas por meio de máquinas motoniveladoras. Após isso, a bauxita é extraída, transportada e armazenada.

2º. Obtenção da alumina (óxido de alumínio - Al2O3 ) – a bauxita é moída e misturada com uma solução de soda cáustica. Essa mistura é aquecida sob pressão elevada e novamente é adicionada uma solução de soda cáustica. A alumina é, então, dissolvida, de forma que a sílica presente em sua composição seja eliminada. Em seguida, a alumina é submetida à sedimentação e filtragem, para que as demais impurezas sejam retiradas.

3º. Obtenção do alumínio – A alumina é misturada com fluoretos e essa mistura é submetida à eletrólise ígnea em fornos eletrolíticos. A passagem de corrente elétrica faz com que o alumínio se separe da solução e o oxigênio seja liberado. Assim, o alumínio puro líquido se deposita no fundo do forno e depois é aspirado através de sifões. A reação de obtenção do alumínio pode ser representada pela seguinte equação:

alumínio

O Brasil é o terceiro maior produtor de bauxita do mundo, perdendo apenas para a Austrália e para a China. No país, as reservas desse minério estão localizadas nos estados do Pará, Amazonas, Minas Gerais e Amapá.

O termo bauxita vem do nome Baux, região do sul da França em que o minério foi descoberto.

Referências
https://wiki.ifsc.edu.br/mediawiki/images/0/0c/Aula_11.pdf
http://www.ibram.org.br/sites/1300/1382/00000033.pdf
http://www.cetem.gov.br/publicacao/CTs/CT2005-131-00.pdf