Saturno


Por Caroline Faria

O sexto planeta do sistema solar, Saturno é muito famoso por possuir anéis que o circundam.

Ele é o segundo maior de todos os planetas deste sistema, com 120.536 km de diâmetro equatorial, Saturno é também inteiramente gasoso e o único com uma densidade menor que a da água.

Seus movimentos de rotação e translação são muito rápidos, ele demora apenas 10:39 hs para dar a volta completa em torno de seu próprio eixo e, só 29,5 dias terrestres para dar uma volta completa em torno do sol.

A atmosfera é composta basicamente por hidrogênio com ventos de altíssima velocidade que podem chegar a até 500 metros por segundo na região equatorial.

Os tão famosos Anéis de Saturno ainda não têm uma origem comprovada, mas alguns cientistas afirmam que eles teriam surgido do esfacelamento de algumas antigas luas de saturno ao terem se chocado com pequenos meteoros. O que se sabe é que existem 7 anéis principais que se encontram divididos pela, “Divisão Maxwell” o D e C do anel B, pela “Divisão Cassini” o B do A, e pelas divisões “Encke” e “Keeler”que separam o anel A dos demais (F, G e E). Na verdade, estes seriam compostos por diversos outros anéis menores e bem finos.

Saturno também tem “auroras polares” provocadas por partículas que são carregadas por sua magnetosfera até os extremos do planeta e, ao se chocar com os gases existentes na atmosfera deste planeta (hidrogênio e hélio) emitem uma radiação que fica em torno dos 110 ou 160 nanómetros. A magnetosfera de saturno é das maiores do sistema solar estendendo-se 1,39 milhões de km na direção do sol.

É difícil determinar ao certo quantos satélites tem este planeta devido ao grande número de partículas que o circundam e a falta de consenso entre os especialistas, mas o mais acordado é que saturno tem 18 satélites naturais: Pan, Atlas, Prometeo, Pandora, Epimeteo, Jano, Mimas, Encélado, Tetis, Telesto, Calipso, Dione, Helena, Rea, Titã, Hiperion, Japeto e Febe.