Magnetosfera

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

Magnetosfera é a denominação dada a uma área em torno de um corpo celeste que sofre influência de um campo magnético. A magnetosfera se forma ao redor de corpos celestes que possuem um dínamo interno ativo, fazendo com que o geoide se comporte como um grande ímã, como ocorre com o Planeta Terra.

Representação da magnetosfera gerada pelo campo magnético da Terra. Ilustração: koya979 / Shutterstock.com

Tamanho e resistência da Magnetosfera

A força e resistência da magnetosfera está diretamente relacionado a força de seu campo magnético e a capacidade de energização do dínamo interno do corpo celeste. Em nosso sistema solar, a Terra é o planeta que apresente a magnetosfera mais resistente.

A magnetosfera terrestre apresenta formato elíptico, apresentando menor na face voltada para o sol e sendo mais ampla na face oposta ao sol. O achatamento da magnetosfera se deve a força exercida pelos ventos solares.

Formato elíptico da magnetosfera é causado pela força dos ventos solares que incidem sobre o campo magnético da Terra. Ilustração: Marc Ward / Shutterstock.com

Função da Magnetosfera

A existência desse campo de força ao redor do Planeta Terra é fundamental para garantir as condições de vida no planeta. A Magnetosfera atua como um escudo protetor da Terra, seu campo de energia impede que os ventos solares atinjam a superfície com violência, varrendo para o espaço sideral a atmosfera terrestre.

Os cientistas acreditam que as auroras boreais vistas nos polos ocorrem em decorrência da ação da magnetosfera sobre partículas lançadas sobre o planeta. De acordo com essa hipótese, as luzes das auroras boreais seriam causadas por partículas solares desviadas para os polos pelas linhas de indução da magnetosfera.

O futuro da Magnetosfera do Planeta Terra

A existência da magnetosfera do Planeta Terra está ligada a existência de um núcleo externo líquido no interior do planeta, formado de níquel e ferro. Como esse material está em movimento, ela se torna energizado em decorrência do atrito entre suas partículas, gerando um campo de energia.

Entretanto, pesquisas apontam que o núcleo externo está passando por um lento processo de solidificação, de forma que dentro de 3 a 4 bilhões de anos o dínamo interno do planeta possa se tornar inativo, extinguindo a magnetosfera que protege o planeta.

Arquivado em: Astronomia