Íngua

Por Mayara Cardoso
A íngua é uma inflamação dos linfonodos (ou gânglios linfáticos) que ocorrem, em geral, na região da axila, pescoço e virilha. A formação da íngua, que aparece sob a forma de um caroço, é uma resposta do organismo a um processo infeccioso. Esse caroço normalmente não é visível, sendo possível percebê-lo apenas apalpando-o; também pode ser avermelhado, quente e dolorido.

Os gânglios linfáticos são formados por tecido hematopoiético linfoide. Neles, formam-se leucócitos do tipo monócitos e linfócitos. Por conterem grande quantidade de macrófagos, os linfonodos atuam com uma espécie de filtro para a linfa, fagocitando corpos estranhos. A produção intensa de células de defesa e o próprio combate a microrganismos infecciosos dá origem à íngua.

A íngua, na maioria dos casos, é o primeiro sinal de uma infecção. Isso ocorre porque sistema imune começa a agir imediatamente à entrada do microrganismo no corpo, quando o indivíduo geralmente ainda nem sabe que foi acometido. O “caroço”, normalmente surge numa região próxima ao local infectado, sendo assim, uma infecção na garganta, por exemplo, acarretaria na formação de uma íngua nessa região. Isso muito contribui para a identificação do local e do tipo da infecção.

No entanto, a íngua pode não ser somente uma resposta do sistema imune a uma infecção, em algumas situações, ela pode alertar o indivíduo ao desenvolvimento de um câncer no sistema linfático: o linfoma. No caso do linfoma, a íngua pode ocorrer em qualquer área, não apresentando os sintomas acima descritos. Além disso, esse tipo de íngua não desaparece com o passar do tempo, pelo contrário, aumenta cada vez mais. O diagnóstico é feito através da biópsia desse tecido.

Por ser uma resposta imunológica, não há um tratamento específico para a íngua, e sim para o processo infeccioso que deu origem a essa íngua. Com a eliminação da infecção, a íngua será desfeita. Uma alimentação saudável ajuda a fortalecer o sistema imune e, dessa forma, o combate à infecção se potencializa.

Referências
http://renatapinheiro.com/o-que-sao-inguas/
http://www.tuasaude.com/ingua/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Linfonodo

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.