Timo

Por Marcelo Oliveira
A imunidade é a capacidade que o corpo tem em resistir contra quase todos os tipos de microrganismos ou toxinas. A imunidade adquirida só se desenvolve depois que o organismo for atacado por bactérias, vírus ou toxinas.

timoA pessoa que não consegue desenvolver a imunidade adquirida devido à ausência genética de linfócitos ou cujos linfócitos foram destruídos pela radiação ou por produtos químicos, não consegue sobreviver, pois fica exposta à infecções bacterianas fulminantes.

Os linfócitos ficam na maior parte localizados nos linfonodos, mas também podem ser encontrados em tecidos linfóides especiais como no baço, nas áreas submucosas do trato gastrintestinal, no timo e na medula óssea.

O tecido linfóide do baço, timo e medula óssea tem a participação específica na interceptação dos agentes antigênicos que possam alcançar ao sangue circulante.

Os linfócitos T são responsáveis pela imunidade mediada por célula, e tem esse nome por migrarem primeiro para o Timo e lá serem pré-processados.

O linfócito tímico desenvolve reatividade específica contra um antígeno. O linfócito seguinte desenvolve especificamente contra outro antígeno e esse processo segue até que existam milhares de linfócitos tímicos com reatividades específicas contra vários antígenos. Esses linfócitos T deixam o Timo através do sangue e se alojam nos tecidos linfóides localizados pelo corpo.

O Timo assegura que os linfócitos T não vão reagir contra as proteínas ou outros antígenos presentes nos tecidos do próprio corpo, o que poderia ser letal. O timo seleciona o linfócito T que será liberado, e se esse reagir, logo é destruído e fagocitado, assim só os que reagem contra antígenos externos, como os de uma bactéria, uma toxina ou tecido transplantado de outra pessoa são liberados.

A maior parte do pré-processamento dos linfócitos T no Timo ocorre antes do nascimento e meses após o nascimento do indivíduo.

Fonte:
Guyton, Arthur C. e Hall, John E.. Tratado de Fisiologia Médica, Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
http://www.virtual.epm.br/material/tis/curr-bio/trab2004/2ano/imuno/l2.htm