Meninges

Por Débora Carvalho Meldau
Meninges são as três membranas de tecido conjuntivo que revestem o encéfalo e a medula espinhal, tendo como objetivo protegê-los. Estas três camadas, de fora para dentro são: dura-máter, aracnóide e pia-máter.

Corte da parte superior do crânio.

Dura-máter

A dura-máter é a meninge localizada mais externamente, formada por um tecido conjuntivo denso, contínuo com o perióstio dos ossos da caixa craniana. Já a dura-máter que envolve a medula espinhal, é separada do perióstio das vértebras, originando entre ambos, o chamado espaço epidural, onde são encontradas algumas estruturas como: veias, tecido conjuntivo frouxo e tecido adiposo. A parte da dura-máter que está em contato com a aracnóide é um local de fácil clivagem, onde em algumas situações patológicas, pode haver o acúmulo de sangue externamente à aracnóide, no chamado espaço subdural. Este, por sua vez, não existe em condições normais.

Aracnóide

A aracnóide é uma membrana sem vascularização que se divide em duas partes: uma em contato com a dura-máter e sob a forma de membrana, e a outra formada por traves que conecta a aracnóide com a pia-máter. Os espaços entre as traves dão origem ao espaço subaracnóide, onde está presente o líquido cefalorraquidiano, protegendo o sistema nervoso central contra traumatismos. Nesta membrana, existem saliências formadas devido à expansão da aracnóide que perfuram a dura-máter, recebendo o nome de vilosidades. Estas estruturas possuem a função de transferir o líquido cefalorraquidiano para o sangue. Este líquido atravessa a parede da vilosidade e a do seio venoso, até chegar à corrente sanguínea.

Pia-máter

A pia-máter é extremamente vascularizada e encontra-se aderida ao tecido nervoso, contudo não está em contato com as células ou fibras nervosas. Entre esta membrana e os elementos nervosos encontram-se prolongamentos dos astrócitos, que formando uma camada muito fina, unem-se à face interna da pia-máter. Os vasos sanguíneos entram no tecido nervoso através de túneis revestidos por esta membrana, chamados de espaços perivasculares. Antes destes vasos se transformarem em capilares, a pia-máter desaparece.

Leia também:

Fontes:
http://www.medipedia.pt/home/home.php?module=artigoEnc&id=308
http://pt.wikipedia.org/wiki/Meninges
Histologia Básica – Luiz C. Junqueira e José Carneiro. Editora Guanabara Koogan S.A. (10° Ed), 2004.