Transformações Gasosas

Curta e Compartilhe!


Compartilhar no Whatsapp
Por Leopoldo Toffoli
Existem três tipos de transformações gasosas: Isobárica, isocórica ou isovolumétrica e isotérmica.

Antes de estudar esses três tipos de transformações gasosas, devemos saber que temos três grandezas que servem para esse estudo, elas são denominadas variáveis de estado:

- a pressão (p): é a força com a qual as partículas se chocam dentro do recipiente onde esta o gás;

- o volume (v): é o tamanho do volume do recipiente que contém o gás;

- a temperatura absoluta (T): é a medida do grau de agitação molecular do gás, quando, uma ou mais dessas grandezas variam, dizemos que o gás sofreu uma transformação.

Transformação isobárica

Nessa transformação “o volume ocupado pelo gás é diretamente proporcional a sua temperatura”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Gay-Lussac, onde o volume e a temperatura variam, e a pressão mantém-se constante.

V/T = K

Transformação isovolumétrica

Nessa transformação “a pressão que o gás exerce é diretamente proporcional a sua temperatura”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Charles, onde a pressão e a temperatura variam, e o volume mantém-se constante.

P/T = K

Transformação isotérmica

Nessa transformação “a pressão exercida pelo gás é inversamente proporcional ao volume por ele ocupado”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Boyle-Mariotte, onde a pressão e o volume variam, e a temperatura mantém-se constante.

P . V = K

Qualquer transformação afeta pelo menos duas das variáveis, podendo uma delas permanecer constante.

Transformações Volume Pressão Temperatura
Isotérmica varia varia constante
Isobárica varia constante varia
Isovolumétrica constante varia varia
Arquivado em: Termodinâmica