Transformações Gasosas

Por Leopoldo Toffoli
Existem três tipos de transformações gasosas: Isobárica, isocórica ou isovolumétrica e isotérmica.

Antes de estudar esses três tipos de transformações gasosas, devemos saber que temos três grandezas que servem para esse estudo, elas são denominadas variáveis de estado:

- a pressão (p): é a força com a qual as partículas se chocam dentro do recipiente onde esta o gás;

- o volume (v): é o tamanho do volume do recipiente que contém o gás;

- a temperatura absoluta (T): é a medida do grau de agitação molecular do gás, quando, uma ou mais dessas grandezas variam, dizemos que o gás sofreu uma transformação.

Transformação isobárica

Nessa transformação “o volume ocupado pelo gás é diretamente proporcional a sua temperatura”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Gay-Lussac, onde o volume e a temperatura variam, e a pressão mantém-se constante.

V/T = K

Transformação isovolumétrica

Nessa transformação “a pressão que o gás exerce é diretamente proporcional a sua temperatura”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Charles, onde a pressão e a temperatura variam, e o volume mantém-se constante.

P/T = K

Transformação isotérmica

Nessa transformação “a pressão exercida pelo gás é inversamente proporcional ao volume por ele ocupado”. Essa lei ficou conhecida como Lei de Boyle-Mariotte, onde a pressão e o volume variam, e a temperatura mantém-se constante.

P . V = K

Qualquer transformação afeta pelo menos duas das variáveis, podendo uma delas permanecer constante.

Transformações Volume Pressão Temperatura
Isotérmica varia varia constante
Isobárica varia constante varia
Isovolumétrica constante varia varia