Botswana

bandeira botswanaRepública de Botswana (em inglês: Republic of Botswana; em tsuana: Lefatshe la Botswana) é um país localizado na África meridional, com um território de 581.730 km2, equivalente às dimensões do estado de Minas Gerais. País sem saída para o mar, sua capital é Gaborone. As fronteiras de Botswana são a norte e oeste a Namíbia, a nordeste o Zimbábue, e a sul e sudeste a África do Sul. As línguas oficiais são o inglês e o tsuana, as principais no país. Cerca de 70% dos cidadãos seguem o cristianismo, e algumas minorias praticam crenças locais. A moeda local é a pula (chuva, em tsuana, que está dividida em 100 thebe, que significa gota, ambas referências ao precioso líquido, escasso no país), e que é também o lema inscrito no brasão do país.

Batswana é um termo usado para designar todos os cidadãos do Botswana, e refere-se ao principal grupo étnico do país (que também está presente na África do Sul, e lá recebe o nome de tswana). Antes do contato europeu, os batswana viviam como pastores e agricultores sob um regime tribal.

Mapa de Botswana e sua localização. Fonte: CIA [domínio público]

Mapa de Botswana e sua localização. Fonte: CIA [domínio público]

No século XIX, começam as hostilidades entre os colonos bôeres e os batswana, que acabam apelando para a assistência do governo britânico. Em 1885, o norte do território (a atual república de Botswana) fica sob administração direta britânica e o sul torna-se parte da Colônia do Cabo.

Apesar da pressão sul africana, os habitantes do protetorados de Bechuanalândia, Basutolândia (atual Lesoto), e Suazilândia recebem garantias dos britânicos que não seriam incluídos na proposta da União da África do Sul. Em junho de 1964, a Grã-Bretanha aceita a proposta de autogoverno democrático para Botswana, e a sede do executivo é transferida de Mafikeng, na África do Sul, para Gaborone em 1965. A constituição é aprovada no mesmo ano e as primeiras eleições gerais ocorrem em Setembro de 1966. Seretse Khama, um dos líderes do movimento de independência torna-se o primeiro presidente do país, e será reeleito ainda duas vezes, falecendo no seu último mandato em 1980.

Desde a independência, os líderes políticos locais vão se sucedendo democraticamente, em eleições livres e sem denúncias graves de fraude. Botsuana possui uma exemplar democracia multipartidária constitucional. As eleições gerais são realizadas a cada cinco anos. Grupos minoritários do país participam livremente no processo político, e a abertura do sistema político do país tem sido um fator significativo na estabilidade do Botswana e do crescimento econômico, um exemplo de estabilidade dentro do continente africano.

Bibliografia:
Botswana (em inglês) Disponível em: <http://www.state.gov/outofdate/bgn/botswana/191346.htm>. Acesso em: 23 out. 2012.
Botswana profile (em inglês) Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/news/world-africa-13040376 >. Acesso em: 23 out. 2012.

Arquivado em: África