Líquido sinovial

O líquido sinovial, também conhecido como fluido sinovial, trata-se de um líquido comumente incolor, translúcido e viscoso, que se situa nas cavidades articulares e bainhas dos tendões, sendo delimitados pelas membranas sinoviais.

Este líquido consiste em um dialisado do plasma sanguíneo, no qual há um elevado teor de ácido hialurônico, produzido pelas células localizadas na camada sinovial. A lubrificação conferida pelo ácido hialurônico auxilia no deslizamento das superfícies articulares que são revestidas por cartilagem hialina, sem pericôndrio. Além disso, o fluido sinovial possui um importante papel no transporte de substâncias entre a cartilagem articular, que é avascular, e o sangue dos capilares da membrana sinovial. Nutrientes e oxigênio passam do sangue para a cartilagem articular, enquanto que o gás carbônico difunde-se em sentido contrário.

Como dito anteriormente, quando dentro de suas condições normais, este líquido é translúcido, incolor ou amarelo pálido e viscoso. Quando alguma dessas características físicas encontra-se alterada, pode indicar a presença de alguma desordem.

A artrocentese, que consiste no recolhimento de uma amostra de líquido sinovial para análise laboratorial, é feita com o paciente sedado localmente, sempre tomando precaução para que o anestésico não seja injetado na cavidade articular. O material coletado deve ser distribuído em frascos, que serão destinados a diferentes exames: físico, bioquímico, pesquisas de cristais, citologia global e específica. É de extrema importância que a coleta e o exame sejam realizados em condições assépticas.

Exame Físico

O aspecto deve ser cristalino, sendo que a turvação, que pode variar de intensidade, indica hipercelularidade ou presença de cristais ou fibrina. A presença de bactérias também altera o aspecto do líquido sinovial, deixando-o leitoso ou purulento.

A cor normal vai de incolor a amarelo pálido. Na presença de alguns transtornos, pode ficar hemático.

A viscosidade é o parâmetro mais importante a ser analisado no exame físico. A ata viscosidade normal do líquido sinovial está diretamente relacionada à presença do ácido hialurônico. Em processos inflamatórios, a viscosidade encontra-se diminuída.

Bioquímica

O líquido sinovial possui uma taxa de glicose semelhante a do plasma sanguíneo. Contudo, na presença de processos inflamatórios, esta taxa pode encontrar-se significativamente alterada.

Os níveis de proteínas também são analisados. Normalmente, a taxa é inferior à do plasma sanguíneo, porém, em alguns transtornos articulares, essa taxa encontra-se elevada.

Citologia Global e Específica

O normal é que o líquido sinovial seja, praticamente, acelular, sendo que 20% das células presentes neste líquido são polimorfonucleares e 80% mononucleares. Valores aumentados de polimorfonucleares são observados em certas desordens.

Pesquisa de Cristais

À microscopia de luz, é possível observar cristais de urato de sódio, pirofosfato de cálcio, hidroxiapatita e colesterol, sendo que, cada um, pode indicar a presença de um transtorno distinto.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADquido_sinovial
http://www.reumatoguia.com.br/interna.php?cat=93&id=176&menu=93
http://portal.sergiofranco.com.br/bioinforme/index.aspx?cs=fluidosbiologicos&ps=liquidosinovia
Histologia Básica – Luiz C. Junqueira e José Carneiro. Editora Guanabara Koogan S.A. (10° Ed), p. 150, 2004.