Emirados Árabes Unidos

Os Emirados Árabes Unidos (em árabe: Al-ʾImārāt al-ʿArabiyyah al-Muttaḥidah) é um país independente localizado na Ásia ocidental, na península arábica. A capital do país é Abu Dhabi, e sua área é de 82,880 km², área um pouco menor que a dos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro combinados. A população é de 7.9 milhões de habitantes, sendo a maioria descendentes de árabes e alguns persas. A principais religião do país é o islamismo. Como língua oficial, os Emirados Árabes adotam o árabe. A moeda é o dirham. Os Emirados Arabes possuem limites com o Golfo Pérsico (norte, leste e oeste), Omã a leste e Arábia Saudita ao sul. Como o nome já diz, o país é a união (federação) de sete emirados: Abu Dhabi, Ajman, Dubai, Fujairah, Ras al-Khaimah, Sharjah e Umm al-Quwain.

O atual estado foi formado a partir de xeicados organizados ao longo da costa sul do Golfo Pérsico e da costa noroeste do Golfo de Omã. A área tornou-se conhecida como a costa dos piratas, onde vários navios estrangeiros eram assediados entre os séculos XVII e XIX. Os ataques continuam até 1835, quando os xeques concordam em não se envolver em hostilidades no mar. Em 1853, eles assinaram um tratado com o Reino Unido, em que concordam com uma "trégua marítima perpétua", onde as disputas entre xeques passaram a ser encaminhados ao residente político, um funcionário público britânico, para liquidação. A partir de então, a região ficou conhecida como "Estados da Trégua". O Reino Unido estabelece um protetorado aos Estados da Trégua em um tratado de 1892, semelhantes aos tratados celebrados pelo Reino Unido com outros principados do Golfo.

Em 1968, o Reino Unido anunciou a sua decisão de abrir mão do protetorado sob os sete Estados da Trégua, incluindo ainda Bahrein e Qatar. Os nove tentaram formar uma união de emirados árabes, mas foram incapazes de concordar com os termos de união. Bahrain tornou-se independente em agosto e Qatar, em setembro de 1971. A 1 de dezembro de 1971, quando o tratado que estabelecia o protetorado expirou, os sete emirados remanescentes tornaram-se independentes. Em 2 de dezembro de 1971, seis deles entraram em uma união chamada dos Emirados Árabes Unidos. O sétimo, Ras al-Khaimah, juntou-se no início de 1972. O Conselho Supremo elegeu um presidente e um primeiro-ministro.

Desde então, os Emirados Árabes adotaram uma política próxima a dos países ocidentais, enviando tropas para libertar o Kuwait durante a Guerra do Golfo de 1990, além de enviar tropas para missões de paz ao Líbano, Somália, Bósnia, Albânia, Kosovo e Afeganistão.

Bibliografia:
United Arab Emirates profile (em inglês). Disponível em: < http://www.bbc.co.uk/news/world-middle-east-14704225 >. Acesso em: 31 out. 2012.
United Arab Emirates (em inglês). Disponível em: < http://www.state.gov/outofdate/bgn/unitedarabemirates/192347.htm >. Acesso em: 31 out. 2012.
Mapa: http://wikitravel.org/en/United_Arab_Emirates

Arquivado em: Ásia, Oriente Médio