Missões Canceladas: Apollo 18, 19 e 20

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

As missões Apollo 18, 19 e 20 foram canceladas no Programa Apollo.

O Programa Apollo foi criado pela Nasa, agência responsável pelos programas especiais dos Estados Unidos, com o objetivo de levar o homem à Lua. O programa de viagens espaciais se desenvolveu no contexto da Guerra Fria, no qual Estados Unidos e União Soviética competiam intensamente em uma disputa ideológica. Os estadunidenses polarizavam o mundo em defesa do capitalismo, enquanto os soviéticos faziam o contraponto em defesa do socialismo. O confronto em nível ideológico colocava tudo em disputa, os dois lados queriam mostrar que eram mais poderosos em todos os aspectos. Nesse contexto, a corrida espacial foi um dos fatores mais marcantes do conflito. A União Soviética saiu na frente ao enviar o primeiro ser vivo ao espaço, forçando os Estados Unidos a dar uma resposta equivalente.

A partir de 1961, os Estados Unidos investiram alto para cravar sua bandeira na Lua. A chegada ao satélite natural da Terra tinha grande valor simbólico em uma disputa que se travava no plano ideológico contra a União Soviética. A Nasa coordenou o programa espacial e, inicialmente, lançou sete missões que não foram tripuladas. Essas missões forneceram o conhecimento científico necessário que os Estados Unidos necessitavam para enviar o homem cada vez mais longe no espaço. A partir da missão Apollo 8, as viagens começaram a ser tripuladas e se aproximavam do objetivo final que era a Lua. O auge desse programa espacial estadunidense aconteceu no ano de 1969, quando, no dia 20 de julho, a missão espacial Apollo 11 pisou na Lua. Foi a primeira vez na história que o homem chegou tão longe, o que repercutiu intensamente no contexto de disputa ideológica do período.

Depois da Apollo 11, outras missões espaciais ocorreram com o objetivo de explorar o território lunar. A missão Apollo 17, em 1972, foi a última do Programa Apollo para exploração da Lua. Naquele ano, o governo estadunidense cortou as verbas, o congresso retirou o apoio e a opinião pública já mostrava desinteresse pelo assunto. Em função do corte orçamentário, algumas missões previstas para integrar o Programa Apollo foram readaptadas com o nome de Programa Skylab. A nave espacial da Apollo continuou sendo usada até 1975. O Projeto Apollo 18 estava previsto para ser lançado em 1972 e era composta por três integrantes. Foi uma missão inédita realizada em conjunto com o programa espacial soviético Soyuz. Por isso, a missão recebeu também o nome de Apollo-Soyuz.

A missão Apollo 18 foi ao espaço, mas não na Lua (oficialmente). Em 2011, quando foi lançado um filme com o nome da missão contando o que supostamente teria ocorrido no espaço, que a agência especial americana declarou ser tudo ficção.

Suposta nave alienígena na superfície oculta da lua. O comprimento do objeto seria de 3,3 Km.

O Projeto Apollo 19 estava programado para pousar na Lua em sua região mais oculta, onde, supostamente, integrantes da missão Apollo 15 teriam fotografado destroços de uma nave alienígena. A missão Apollo 19 seria composta por três integrantes e, segundo a Nasa, sairia em julho de 1972. A missão foi cancelada, de acordo com declarações oficiais. Mas há relatos de que a missão realmente existiu, explorou o lado oculto da Lua e fez contato com muitos artefatos alienígenas. Inclusive com corpos desses seres. Durante a missão Apollo 19, todos os equipamentos teriam falhado inexplicavelmente. A Nasa exibe no Texas o Módulo de Comando e Serviço, o módulo lunar e o foguete saturno V que seriam utilizados na missão e nunca foram concluídos. Mas a Nasa também nunca se pronunciou sobre as declarações acerca da viagem e do contato com artefatos alienígenas.

O Projeto Apollo 20 estava previsto para ser lançado em dezembro de 1972 e tinha como objetivo a exploração do lado oculto da Lua. Dois anos antes, a Nasa declarou a suspensão da missão em função da restrição orçamentária imposta na época. Há pessoas que alegam que a missão existiu secretamente e foi impactante. O Projeto Apollo 20 teria pousado no lado oculto da Lua e explorado o local onde alienígenas teriam habitado há muitos anos. O retorno ao satélite natural da Terra seria em função das supostas fotos de naves alienígenas tiradas durante a missão tripulada Apollo 15. Com o retorno, os astronautas teriam explorado com mais calma o local e encontrado diversos artefatos alienígenas que foram recolhidos e analisados na Terra e também o corpo de uma fêmea alienígena que se encontrava em ótimas condições de preservação, a qual se deu o nome de Monalisa. Há vários depoimentos afirmando que muitas ruínas de cidades alienígenas foram encontradas e também formas de escrita jamais vistas antes.

Fontes:
http://news.discovery.com/space/the-lost-apollo-missions-110902.htm
http://www.ufo.com.br/noticias/apollo-18-provoca-resposta-da-nasa-sobre-sua-autenticidade
http://www.ufo.com.br/noticias/missao-apollo-20-nunca-existiu-na-realidade
http://www.mundogump.com.br/a-fraude-da-apollo-20-e-o-ovni-caido-na-lua/
http://www.ufosfacts.com/2012/04/os-misterios-da-missao-apollo-20.html#.UTXu0VeJnYU
http://news.discovery.com/space/history-of-space/apollos-after-17-121220.htm

Arquivado em: Exploração Espacial