Josef Stalin

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

Josef Stalin foi um revolucionário e político que liderou a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas de 1924 até 1953, quando faleceu.

Josef Stálin, líder da União Soviética entre 1924 e 1953.

Foi secretário-geral do Partido Comunista e ocupou o cargo de primeiro-ministro. É considerado uma das figuras mais significativas do século XX e suas políticas ficaram conhecidas como “Stalinismo”.

Josef Vissarionovitch Djugatchvili nasceu dia 18 de dezembro de 1878 em Gori, na Geórgia, país da Europa Oriental. Era filho do sapateiro Besarion Juhashvili e da costureira Ekaterine “Keke” Geladze, que passavam por complicações financeiras. O pai de Stalin desenvolveu problemas de alcoolismo e violência doméstica. Por esse motivo, a mãe mudou-se com o garoto para a residência de um padre amigo da família. Assim Stalin iniciou seus estudos aos 10 anos, na escola da Igreja de Gori. Era um aluno muito aplicado e foi recomendado ao Seminário Espiritual em Tíflis.

Conforme chegava sua adolescência, passou a se desinteressar pela vida de seminarista e adotou uma postura rebelde.

Lia Karl Marx e conteúdos revolucionários. Em 1899 abandonou o seminário e começou a trabalhar como meteorologista, organizando reuniões onde falava sobre o socialismo e incitava greves.

Stalin aliou-se ao Partido Operário Socialdemocrata Russo (POSDR), atuando como editor do jornal partidário e angariando fundos para Lênin através de atos ilícitos. Tais práticas causaram a sua prisão e exílio por seis vezes entre os anos de 1902 e 1913. Durante essas ocasiões executou cinco fugas e assim começou a ser chamado de “Stalin”, que significa homem de aço em russo. Casou-se com Ekaterina Svanidze em 1903. O casal teve um filho e Ekaterina faleceu no ano de 1907.

O regime czarista da época estava em fase de declínio, e em 1917 Stalin se envolveu na guerra civil juntamente com Lênin, participando da Revolução Russa. Com a vitória do movimento Stalin integrou-se ao comitê executivo do Partido Comunista, onde estabeleceu relações internas importantes e participou do tratado de criação da União Soviética.

Em 1919 Stalin casou-se com Nadejda Alliluyeva. Tiveram um filho e uma filha.

Lênin ficou no controle do país até 1924, ano em que faleceu e então teve início uma disputa para assumir o governo. Stalin era o secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética e exercia grande influência interna, arquitetando manobras para que seus aliados estivessem no comando.

Dessa forma, o político foi assumindo gradualmente a liderança do país e a partir de 1928 exercia o poder totalmente.

Na década de 30 Stalin implantou uma economia centralizada, estimulando a industrialização e a coletivização de propriedades agrícolas. Essas medidas geraram queda na produção de alimentos, ocasionando um período de recessão nos anos de 1932-33 que ficou conhecido como fome soviética.

Em 1932 a esposa de Stalin faleceu. Com o passar do tempo e o surgimento de problemas, a política de centralização do poder de Stalin foi mantida através de violência. Qualquer tipo de oposição ao governo stalinista era censurada duramente, causando julgamentos, condenações e punições severas.

Esses processos são conhecidos como “expurgos de Moscou”, onde políticos e cidadãos eram exilados na Sibéria ou friamente executados.

Mantendo a economia em crescimento, Stalin combateu o nazismo, o analfabetismo e promoveu campanhas de formação médica para melhorar a saúde. Evoluindo progressivamente, a União Soviética se consolidou como potência durante a Segunda Guerra Mundial, causando a disputa pelo poder global com os Estados Unidos posteriormente, na Guerra Fria.

O falecimento de Stalin ainda é considerado intrigante. Após sair para um jantar na noite de 28 de fevereiro de 1953, o político foi encontrado desacordado em seu quarto no dia seguinte. Existem teorias sobre um possível envenenamento e demora proposital para acionar o socorro.

Quando examinado pelo médico, foi constatado acidente vascular cerebral.

A versão oficial da época informou que Stalin faleceu no dia 5 de março de 1953, no Kremlin. Posteriormente foi confirmado que o político faleceu em sua casa de campo localizada em Kuntsevo, nos arredores de Moscou.

Leia também:

  • Holodomor - milhões de mortes causadas pelas políticas coletivistas de Stalin.