Ecossistemas Lênticos

A ciência que estuda as águas continentais é chamada de limnologia, é responsável pelo estudo de lagoas, represas, riachos, rios, áreas alagáveis, brejos, nascentes e etc. Os ecossistemas aquáticos são classificados em ecossistema de água salgada e ecossistema de água doce. Os ecossistemas de água salgada são divididos em oceanos e mares (ocupam 70% de todo território da mundial), já os ecossistemas de água doce em Lênticos e Lóticos.

Ambientes aquáticos de água parada corresponde a ecossistemas lênticos, como por exemplo, lagoas, lagos, pântano, etc. Esse ecossistema é classificado como um importante distribuidor de biodiversidade, pois apresentam em particular suas fronteiras (ecótonos) bem definidos . Habitam províncias lênticas uma diversidade de espécies, porém estão suscetíveis a distúrbios devido ao curto espaço onde vivem e ao ciclo de vida curto. Contudo, ocorre uma adaptação no ambiente favorável e sendo ecossistemas menores, facilita a ligação com outros habitats. A estrutura desse ecossistema é dividido em seis zonas:

  • Zona profunda onde apenas heterótrofos vivem, como por exemplo os bentos (espécies que ficam presas ao substrato);
  • Zona litoral apresenta vegetação enraizada em suas margens e duas subdivisões: eulitoral e sublitoral;
  • Zona limnética onde ocorre a água e seus organismos;
  • Zona de intérfase onde ocorre o contato da água com o ar (tensão superficial da água):

Nêustons vivem na camada superficial da água (primeiros centímetros); Plêustons microorganismos que “flutuam” na camada superficial da água;

  • Zona fótica é o limite entre a zona profunda com a camada de água;
  • Zona de transição são os limites da zona profunda com a zona fótica e zona litoral com o continente;

Fauna

Nos ecossistemas lênticos podemos encontrar organismos consumidores (heterotróficos) que sua alimentação decorre de compostos inorgânicos e orgânicos, como por exemplo os zooplânctons (protozoários, rotíferos, cladóceros e copépodes), pequenos peixes (que se alimentam de zooplânctons) e peixes maiores (que se alimentam-se de peixes menores). E os organismos decompositores que alimentam-se de matéria morta e transformando as substâncias orgânicas que se alimentam em minerais, que posteriormente serão reutilizados pelos produtores, como exemplo os bivalves (filtradores), detritívoros, fungos e bactérias.

Flora

Na zona litoral é que ocorre o maior número de plantas nos ecossistemas lênticos, exemplo dessas plantas são os aguapés (Pontederiaceae), jacintos de água (Eichhornia), lirio-do-brejo (Hedychium chrysoleucum), Lemna gigante (Spirodela polyrhiza) e a alface-d’água (Pistia stratiotes).

Fontes:
CURTIS, Helena. Biologia. Ed. Guanabara. Segunda edição. Rio de Janeiro. 1977.
FRONTIER, Serge. Os ecossistemas. Instituto Piaget, 2001.
ESTEVES, F.A. 1988. Fundamentos de Limnologia. Rio de Janeiro, Interciência/FINEP.
LAURENCE, J. Biologia: ensino médio. Vol. Único – 1 ed. São Paulo: Nova geração, 2005.
MARTINS, Celso. Biogeografia e Ecologia. São Paulo: Nobel, 5ªed, 1992.
SCHAEFER, A. 1985. Fundamentos de ecologia e biogeografia das águas continentais. Porto Alegre, Ed. da Universidade, UFRGS.

Arquivado em: Biomas, Ecologia