Carcinogênese

A carcinogênese, também denominada oncogênese, trata-se do processo de formação de uma neoplasia.

As neoplasias, também chamadas de cânceres, consistem em aglomerados de células, resultantes de divisões desenfreadas de uma célula mãe original, surgindo mutações que podem levar a danos em um ou mais genes de uma única célula.

Os tumores malignos se diferenciam dos benignos, pelo fato de os primeiros colocarem a vida do paciente em risco, pois é invasivo, infiltrando-se progressivamente em locais próximos ou distantes, por meio de um processo denominado metástase. Todavia, nem todos os tumores malignos são invasivos. Alguns, como o feocromocitoma, apresentam características similares aos tumores benignos, com a diferença de que levam a desordens hormonais, enquanto outros comprimem órgãos em decorrência da limitação de espaço para expandirem, como tumores cerebrais, podendo resultar na morte de seu portador.

Tipicamente, a carcinogênese compreende um processo lento, que pode levar anos até que uma célula neoplasia prolifere e dê origem a um tumor. Os diferentes estágios pelos quais o tumor se origina são:

  • Estágio de iniciação: trata-se do primeiro estágio da carcinogênese. Nesta etapa as células sofrem os efeitos causados pelos agentes carcinogênicos, ocasionando alterações em alguns dos seus genes. Neste ponto, as células apresentam-se geneticamente modificadas; todavia, ainda não é possível se identificar um tumor.
  • Estágio de promoção: este é o segundo estágio da carcinogênese, no qual as células geneticamente alteradas sofrem os efeitos dos agentes carcinogênicos conhecidos como oncopromotores. Estas células passam então a ser malignas, de forma lenta e gradual. Para que a transformação seja findada, é necessário que o contato com o oncopromotor seja contínuo. Quando há a quebra desse contato, em muitos casos o processo é interrompido nesse estágio.
  • Estágio de progressão: este é o terceiro e último estágio da carcinogênese, no qual ocorre a multiplicação descontrolada e irreversível das células alteradas. Neste ponto a neoplasia encontra-se instalada, evoluindo até que apareçam as primeiras manifestações clínicas da desordem.

Dentre os fatores que promovem a transformação de células normais para células malignas estão componentes da dieta, radiação, vírus, bactérias, exposição exacerbada e prolongada a hormônios, exposição ao fumo, dentre outros.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carcinog%C3%AAnese
http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=319
http://www.inca.gov.br/situacao/arquivos/carcinogenese.pdf

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Câncer, Neoplasias