Endocárdio

O endocárdio é definido como a membrana que reveste as cavidades cardíacas atriais e ventriculares, bem como as válvulas cardíacas, sendo similar em estrutura à túnica íntima dos vasos sanguíneos adjacentes.

A camada localizada mais internamente é composta por endotélio escamoso em camada única, recobrindo as camadas subendoteliais interna e externa. A camada subendotelial externa, também chamada de camada subendocárdica, é composta por tecido conjuntivo frouxo, vasos sanguíneos de pequeno calibre, fibras nervosas e, em certas regiões, células condutoras de impulsos (fibras de Purkinje). Esta camada, por sua vez, encontra-se conectada à camada subendotelial interna, que contém tecido conjuntivo elástico, denso e irregular, entremeando às células musculares lisas.

As válvulas cardíacas podem ser consideradas uma extensão do endocárdio, que possuem formato de aba, e apresentam quantidade abundante de colágeno que se funde ao triângulo e aos anéis fibrosos.

A patologia de maior ocorrência nesta membrana cardíaca é a endocardite, que pode ser de vários tipos, como:

  • Endocardite aguda ou subaguda;
  • Endocardite não-bacteriana, causada por neoplasias ou por septicemia;
  • Endocardite de LES (Libman-Sacks), que acomete as válvulas cardíacas.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Endocárdio
Tratado de Histologia Veterinária – Samuelson, Don A., 2007.
http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1086

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.