Derramamentos de petróleo no mundo

Especialista (MBA) em Gestão da Qualidade Total (UFF, 2013)
Graduada em Química, Tecnóloga (Unigranrio, 2011)
Graduada em Ciências Biológicas (Unigranrio, 2006)

Com o grande potencial poluidor, o setor de petróleo e gás está em constante alerta para a eminência de acidentes. O setor petrolífero carrega no seu histórico uma lista imensa de ocorrências referentes à acidentes, e consequentemente, derramamentos de petróleo.

Uma vez lançado, sua contaminação se espalha rapidamente, contaminando ambientes aquáticos e terrestres. Várias sequelas são herdadas devido à recuperação lenta da região afetada. Existem vários registros de derramamentos de petróleo no mundo, tanto na extração offshore quanto na onshore. São listados abaixo alguns casos em ordem cronológica.

  • Ixtoc I, Campeche, Golfo do México (junho/1979) – causado pelo rompimento da plataforma mexicana Ixtoc 1, provocou o derramamento em torno de 454 mil toneladas de óleo, impactando uma enorme extensão costeira.
  • Atlantic Empress, Tobago, Caribe (julho/1979) – o vazamento de aproximadamente 287 mil toneladas de petróleo, transcorreu após uma colisão entre duas plataformas durante uma grande tempestade.
  • Nowruz, Irã, Golfo Pérsico (fevereiro/1983) – o derramamento foi ocasionado pela colisão entre a plataforma de Nowruz e um tanque, durante a primeira guerra do Golfo, lançando em média 260 mil toneladas de óleo.
  • Superpetroleiro Exxon Valdez, Alasca, Estados Unidos (março/1989) – o navio pertencente a empresa Exxon colide com um bloco de gelo, liberando cerda de 36 mil toneladas de óleo bruto no mar.
  • Guerra do Golfo, Kuwait, Golfo Pérsico (janeiro/1991) – esse “vazamento” teve origem a partir da guerra entre Iraque e Kuwait, que culminou no lançamento de aproximadamente 1 milhão e 360 mil toneladas. O Iraque abriu as válvulas dos oleodutos intencionalmente, deixando o óleo escoar, assim ocasionando danos irreparáveis no Golfo Pérsico.
  • Poço de petróleo Fergana Valley, Uzbequistão (março/1992) – ocasionado pela explosão do poço terrestre situado no Vale da Fergana, lançou cerca de 285 mil toneladas de óleo, contaminado áreas de agricultura da região.
  • República Autônoma dos Komi, norte da Rússia (agosto/1994) – um oleoduto se rompeu, contaminando os campos de Usinsk e os rios Usa e Kolva. Foram lançadas aproximadamente 300 mil toneladas de petróleo.
  • Petroleiro MV Prestige, Galícia, noroeste da Espanha (novembro/2002) - um dos tanques do petroleiro grego Prestige explode, ficando seriamente danificado. França, Portugal e Espanha proibiram o navio avariado de atracar em seus portos, com receio de dano ambiental na zona costeira. Sem ter onde ir, o navio acaba afundando em 13 de novembro de 2002, durante uma tempestade, derramando cerca de 77 mil toneladas de petróleo no mar.

Vazamento de petróleo do navio Prestige (2002). Foto: Adela Leiro (http://www.panoramio.com/photo/82861030) [CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons

  • PTTEP, Mar do Timor, Australásia (agosto/2009) - um vazamento de 450 toneladas de gás e petróleo, por duas plataformas da empresa PTTEP Australásia.
  • Deepwater Horizon da BP, Golfo do México (abril/2010) – foram liberados cerca de 5 milhões de barris de petróleo no mar por 87 dias, após a explosão da plataforma Deepwater Horizon da British Petroleum.
  • Em setembro de 2017, os oleodutos da Ecopetrol, maior empresa de petróleo colombiana, foram alvos de acometimentos atribuídos à guerrilha ELN (Exército de Libertação Nacional). Esses atos provocaram a contaminação do Rio Catatumbo e no município de Teorema.

O petróleo é um recurso que regula a economia mundial. O gozo de suas reservas é motivo de vários atritos entre países, gerando até guerras por seu domínio. Além dos acidentes decorrentes das suas atividades, o setor enfrenta outros tipos de ameaças que devem ser administradas adequadamente, a fim de prevenir futuros incidentes e acidentes, que irão promover a diminuição das ocorrências de derramamentos de óleo bruto.

Leia também:

Fontes:

https://exame.abril.com.br/mundo/10-maiores-acidentes-petroliferos-historia-556774/

http://acervo.oglobo.globo.com/fatos-historicos/o-desastre-ecologico-do-superpetroleiro-exxon-valdez-no-alasca-em-1989-9938120

http://sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral,principais-vazamentos-de-petroleo-no-mundo-e-nos-estados-unidos,545094

https://www.publico.pt/2010/08/03/mundo/noticia/derrame-de-petroleo-no-golfo-do-mexico-e-o-maior-de-sempre-1449879

http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/10/eua-e-petroleira-bp-fazem-acordo-de-us-20-bilhoes-por-vazamento-de-oleo.html

http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/Pior-vazamento-de-petroleo-completa-cinco-anos/

Arquivado em: Ecologia